Até 2030, o carro autônomo vai destruir muitos empregos e empresas que existem atualmente, segundo o americano Thomas Frey, diretor executivo fundador da organização futurista sem fins lucrativos  DaVinci Institute,  que publicou uma previsão descrevendo as 128 coisas que a era dos carros sem motorista fará desaparecer (ou substancialmente reduzir) até o ano de 2030.

“Fiquei enamorado com a próxima era do carro autônomo, onde muitos dos problemas de hoje serão resolvidos“, escreve Thomas Frey. “Entretanto, atravessar essa transição será qualquer coisa menos tranquilo.”

Ele passa a explicar todas as áreas que deixarão de existir por causa dos veículos autônomos. Motoristas pessoais e taxistas, bem como condutores e operadores de veículos industriais pesados, ônibus e caminhões serão coisas do passado. Mas ao mesmo tempo que vários empregos serão extintos por causa dessa tecnologia, outros empregos novos surgirão. Foi assim com a revolução industrial no passado e vai ser assim no futuro!

Como os veículos autônomos prometem reduzir o número de acidentes e mortes resultantes de erros humanos, como fadiga, embriaguez e distrações, a manutenção e reparo de veículos, ruas e estradas também será menos problemático. Como resultado, as empresas de seguros terão prejuízos e a indústria da multa que engorda o caixa das prefeituras vai diminuir consideravelmente.

128 coisas que irão desaparecer até 2030 na era do carro autônomo stylo urbano

Em conexão com isso, Frey também prevê que os furtos de carros e brigas por causa de acidentes também vão diminuir, e teremos menos casos judiciais relacionados a isso. Os empregos legais e o pessoal que monitora, reforça e supervisiona a implementação de leis de trânsito, como policiais, advogados de trânsito e juízes, também serão reduzidos.

A revolta da máfia dos taxistas e políticos oportunistas contra a empresa Uber, vai ser fichinha quando a era dos veículos autônomos chegar. O que eles vão fazer? Proibir a evolução tecnológica da mobilidade urbana para defender seus interesses particulares?

Os motoristas humanos serão proibidos no futuro?

Frey concorda com a previsão do empresário Elon Musk de que conforme a autonomia plena da Inteligência Artificial se torne legal, os condutores humanos provavelmente serão proibidos. “O privilégio de dirigir está prestes a ser redefinido”, escreve ele. “Elon Musk previu, ao longo do tempo, que os legisladores vão decidir que dirigir um veículo é muito perigoso para os seres humanos, e a maioria das pessoas será proibida de conduzir um veículo”.

Então, como os seres humanos vão se adaptar em um mundo onde as máquinas estarão no controle? Os veículos autônomos podem não ser 100% seguros mas com certeza, serão mais seguros do que humanos no volante. É isso que importa, principalmente para diminuir os milhares de acidentes e brigas de trânsito. Frey também acredita que o desemprego não será um problema tão grande como está sendo propagado por outros especialistas, políticos e a mídia.

“A parte que está recebendo muito menos atenção é o enorme número de novos empregos que irá substituir os que vão embora”, escreve Frey. Ele diz que os veículos autônomos farão surgir novas indústrias em torno dos veículos sem motorista. À medida que entramos na “era sem motorista”, o foco mudará para a experiência do passageiro e o carro se transformará numa verdadeira sala de estar e entretenimento.

Independentemente de como a era dos veículos autônomos irá afetar o emprego, uma coisa é quase certa: todos nós vamos estar muito mais seguros. Conheça as 128 coisas que desaparecerão na era do carro autônomo no site do Futurist Speaker.

DEIXE UMA RESPOSTA