Cerca de 50 por cento da população do mundo está vestindo um par de jeans. Todos os anos, pelo menos, 3,9 bilhões de jeans são produzidos no mundo, e o mercado global de denim vale US $ 75 bilhões. Então, quanto você sabe sobre o tecido mais importante do mundo? O denim é um tecido de algodão com uma origem humilde mas ao longo das décadas acabou se tornando um objeto do desejo usando por todas as classes sociais principalmente por estar ligado principalmente a rebeldia e a juventude.

A palavra “denim” surgiu na França no século XVII a partir da expressão “serge de Nîmes”, em referência a um tecido produzido na cidade de Nîmes, mescla de seda e lã. O denim surgiu de uma tentativa falhada de imitar um tecido que parecesse um veludo chamado Jean, feito em Genoa na Itália. Os tecelões e alfaiates de Nîmes não conseguiram reproduzir o tecido, mas em vez disso criaram o que conhecemos como denim, na forma das rústicas calças dos trabalhadores da época. Assim, seu nome significa “de Nîmes” para marcar suas origens francesas.

A espetacular ascensão do denim até se tornar o tecido mais amado do mundo stylo urbano-1

O denim em sua encarnação mais moderna foi obra do imigrante alemão Levi Strauss, que durante os anos após a corrida do ouro em 1849, iria vender regularmente o denim da França em San Francisco nos EUA. Um de seus clientes era um alfaiate com sede em Nevada chamado James Davis. Os dois uniram forças para patentear uma ideia de colocar rebites em pontos de tensão da cintura dos macacões usados pelos trabalhadores, vulgarmente conhecido como jeans.

Durante 1800, o denim foi o uniforme do trabalhador, usado principalmente por garimpeiros americanos que queriam roupas que fossem fortes e não rasgassem facilmente, assim Strauss e Davis re-desenharam o Jean e criaram uma revolução mundial.

Em 1873, o Escritório de Patentes dos Estados Unidos deram a patente No. 139.121. a Strauss e seu parceiro Davis. Na descrição da patente, Davis disse que sua invenção era “um par de calças com aberturas de bolso em cada extremidade e reforçados por meio de rebites.” Quem poderia imaginar que esta invenção não apenas iria se tornar a peça de moda mais icônica da América, mas, literalmente, a roupa mais onipresente e desejada no mundo?

A espetacular ascensão do denim até se tornar o tecido mais amado do mundo stylo urbano-1

Hoje, a presença global do denim, e o fato de que ele existe em todos os países do mundo, incentivou a pesquisa de campo do antropólogo Daniel Miller, que para seu livro de 2012 intitulado Blue Jeans, Miller contou a proporção de pessoas nas ruas vestindo calças jeans em capitais mundiais que vão de Istambul, Londres, Rio, Manila, Seul e San Francisco. A descoberta variou de 34% até o surpreendente 68%. É uma estatística avassaladora que levou Miller a argumentar que o denim é o tecido mais usado pelas pessoas.

A evolução do denim foi surpreendente, pois ele passou de calças ásperas usadas pelos trabalhadores, para as calças jeans sofisticadas de marcas de luxo como Prada e Versace, e continua atualmente a ser um instrumento de indumentária que mostra as mudanças sócio-políticas importantes da história e da cultura ocidental. Desde a libertação das mulheres, o aumento da contracultura e a queda do comunismo na Rússia, o denim desempenhou o seu papel na sociedade.

A espetacular ascensão do denim até se tornar o tecido mais amado do mundo stylo urbano-3

Antes da Segunda Guerra Mundial, as calças jeans no leste dos Estados Unidos, eram sinônimo do estilo masculino cowboy, robustas, independentes e americanas, mas ao mesmo tempo rurais e de classe trabalhadora. Era o tipo de roupa que representava o oeste americano e isso encantava as pessoas. Tudo isso mudou quando a Segunda Guerra Mundial atraiu em massa as mulheres para as fábricas para apoiar os esforços de guerra. A mulheres que adotaram o estilo “workwear” mudaram todas as regras de indumentárias já consagrados pelo patriarcado.

A espetacular ascensão do denim até se tornar o tecido mais amado do mundo stylo urbano-4

Com o fim das conotações totalmente masculinas das roupas de trabalho, as mulheres que vestiam jeans durante os tempos de guerra é um verdadeiro cursor para sua disseminação estilística em massa para os guarda-roupas de uso diário, bem como um passo importante para a igualdade de gênero.

A espetacular ascensão do denim até se tornar o tecido mais amado do mundo stylo urbano-7

Hoje, o fetiche da alta moda com o denim está enraizada na ascensão da contra-cultura, onde uma geração inteira recuperou o denim de suas raízes americanas e o lançou como um símbolo surpreendente de rebelião na década de 1950 através dos filmes de Hollywood. Pense nos personagens de James Dean em “Juventude Transviada” ou Marlo Brandon em “O Selvagem” onde o jeans é visto em dois ícones da masculinidade moderna e rebelde, isso com certeza criou uma aura para o jeans de perigo e apelo sexual.

A espetacular ascensão do denim até se tornar o tecido mais amado do mundo stylo urbano-8

Na década de 1950, o denim era visto como a indumentária dos delinquentes (acredita nisso?), e as calças jeans foram proibidas em teatros, restaurantes e escolas, e da mesma forma que as tatuagens, moicanos e piercing facial, sua popularidade disparou. Era uma época em que contra-cultura mudou a psique americana popular, criando novas oportunidades de auto-expressão e os pontos de vista com uma visão de futuro dos anos 1960 e 1970.

A espetacular ascensão do denim até se tornar o tecido mais amado do mundo stylo urbano-9

Acredite ou não, o denim foi um dos protagonistas da queda do comunismo na Rússia. Durante os anos 1980, a cultura popular americana e a moda foram totalmente definidos pelo denim, juntamente com o lazer, rebelião, MTV e o hedonismo americano. Além da cortina de ferro, a globalização liderada pela iconografia americana tomou conta do mundo, e a juventude russa começou a desejar as calças jeans como um símbolo de auto-expressão. Quando os ocidentais atravessaram para a antiga URSS na década de 1980, as calças jeans eram frequentemente cobiçadas pelos russos que compravam produtos americanos e marcas como Levi.

A espetacular ascensão do denim até se tornar o tecido mais amado do mundo stylo urbano-10

O significado social do azul denim pelo fracasso da URSS, foi pelo resultado de sua juventude ter se cansado da mentalidade comunista coletivista. O jeans era firmemente reconhecido como um símbolo de liberdade e individualismo, e proporcionou a toda uma geração de russos criada sob o punho de ferro do comunismo, a chance de romper com seus códigos de indumentária e de cultura, e essa pressão fez com que Mikhail Gorbachev finalmente dissolvesse a URSS em dezembro de 1991.

A espetacular ascensão do denim até se tornar o tecido mais amado do mundo stylo urbano-11

Mais é a noção democrática do denim que o colocou na vanguarda da cultura ocidental popular e da moda moderna nos dois últimos séculos. No entanto, as origens puristas do denim como um tecido feito para durar há muito tempo expirou com a ascensão do fast fashion e sua aceleração constante, onde a produção têxtil do denim se tornou uma agressão ambiental terrivelmente prejudicial.

A produção de Denim requer toneladas de água, produtos químicos no tingimento e lavanderia, produzindo um impacto ambiental devastador. Embora a pegada ambiental da fabricação do denim seja enorme hoje, há um número crescente de novos estilistas, marcas de moda, lavanderias e fabricantes de denim que estão trabalhando juntos para se reconectar com a herança de durabilidade do denim, criando tecidos mais sustentáveis e utilizando ozônio e lazer para diminuir o consumo de água, produtos químicos e energia.

​​Em uma época onde as peças jeans são vendidas pré-encolhidas e pré-lavadas, talvez o futuro do denim esteja na reformulação de suas raízes rebeldes. É chegada a hora de recuperar o denim como um uniforme individualista e, como tecido de vanguarda feito de forma socialmente responsável, e não simplesmente um artefacto comum.

A espetacular ascensão do denim até se tornar o tecido mais amado do mundo stylo urbano-10 A espetacular ascensão do denim até se tornar o tecido mais amado do mundo stylo urbano-11

DEIXE UMA RESPOSTA