Afinal, como será a próxima geração do futuro? Empresas de varejo e de marketing tentam seduzir a Geração Z, a geração pós-1990 que não se lembra de como era o mundo antes da internet e dos enormes avanços tecnológicos. Os especialistas dizem que a Geração Z poderia ser tão, se não mais, influente que a geração do milênio (também conhecida como Geração Y). Mas o alfabeto termina no Z. O que vem depois?

O futurista, demógrafo e palestrante Mark McCrindle está liderando a campanha para chamar qualquer pessoa nascida depois de 2010 como Geração Alpha. Mark chegou a esse termo por causa das disciplinas científicas, que muitas vezes passam para o alfabeto grego depois de esgotar o alfabeto romano ou algarismos arábicos.

Segundo ele, cerca de 2,5 milhões de Alphas nascem ao redor do globo a cada semana, e até 2025, eles serão quase dois bilhões. Essas crianças serão a geração com mais acesso a novas tecnologias educacionais do que todas as geração anteriores, e globalmente, será a geração mais rica de informação que já existiu.

As crianças Alpha vão crescer cercadas de tecnologias como tablets, smartphone, wearables, objetos e roupas inteligentes, internet das coisas, inteligência artificial, carros autônomos, robôs inteligentes, drones, realidade virtual, realidade aumentada e impressão 3D e 4D. Estas enormes mudanças tecnológicas farão da Geração Alpha a geração mais transformadora de todas, de acordo com Mark McCrindle.

A Geração Alpha nascida após 2010 será o grupo etário mais transformador que já existiu stylo urbano

Segundo McCrindle “No passado, o indivíduo não tinha  poder, mas agora, ele tem um grande controle de suas vidas por ser capaz de transformar este mundo. Tecnologia, em certo sentido, transformou as expectativas de nossas interações.” 

Geração Alpha é parte de uma experiência global, não intencional, onde as telas são colocadas na frente deles desde a mais tenra idade. Essas crianças começaram a nascer em 2010, ano em que o iPad foi introduzido, Instagram foi criado e “app” foi a palavra do ano, assim são chamadas de “Geração de vidro” por causa das telas dos smartphones e tablets.

Após a Geração Alpha será a vez da Geração Beta. Se a nomenclatura do alfabeto grego continuar, então será a vez da Geração Gama e Geração Delta. Mas essas futuras gerações só vão surgir na segunda metade do século 21, mas com certeza serão mais avançadas ainda.

As gerações a partir da Beta serão telepáticas por causa dos wearables conectados as ondas cerebrais, assim poderão se comunicar globalmente pelo pensamento utilizando a hiper-internet das coisas. As barreiras linguísticas se tornarão obsoletas pois qualquer idioma será traduzido automaticamente pelos wearables de inteligência artificial que conectam a mente humana a hiper-internet.

Com as novas tecnologias avançadas, os sistema educacional terá que mudar radicalmente. Ao contrário das gerações anteriores, que simplesmente usaram a tecnologia, os Alphas vão passar a maior parte dos seus anos de formação completamente imersos na realidade virtual ou realidade aumentada tendo como assistente uma inteligência artificial.

A maneira como nós aprendemos hoje está simplesmente errada. Metade da evasão escolar é por causa do tédio que são as aulas e os métodos arcaicos de ensino. Uma proposta bem interessante de educação é a gamificação que consiste na utilização de mecânica, estética e pensamento baseados em games para engajar pessoas, motivar a ação, promover a aprendizagem e resolver problemas.

O futuro da educação será entrar de cabeça nas tecnologias exponenciais usando o fascínio que os jovens tem por vídeo game como AI, VR e gamificação que juntas farão uma revolução na educação. A Geração Alpha promete mudar completamente o mundo.

2 Comentários

  1. “Essas crianças serão a geração com mais acesso a novas tecnologias educacionais do que todas as geração anteriores, e globalmente, será a geração mais rica de informação que já existiu.”
    Perdão, e não foi assim com todas as outras gerações?

    • Então, as gerações anteriores ás gerações Y, Z e agora Alpha não crescerem com as tecnologias como internet, smartphone, tablet, inteligência artificial, realidade virtual entre outras que simplificaram e dinamizaram em muito nossas vidas. O acesso as novas tecnologias desde a infância é que diferencia as gerações e sua forma de interagir com o mundo.

DEIXE UMA RESPOSTA