Pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) fizeram uma parceria com a fabricante de móveis Steelcase para desenvolver um novo método de impressão 3D. O Rapid Liquid Printing (RLP), como foi apelidado, permite a rápida produção de grandes objetos usando materiais já encontrados em outros processos industriais. Atualmente em desenvolvimento, o novo método de fabricação aditiva poderia revolucionar a fabricação e personalização de móveis e objetos.

O novo sistema parece muito diferente das técnicas de impressão 3D convencionais. Em vez de imprimir camada por camada, o processo RLP começa com um grande tanque de gel industrial. Utilizando um bocal de extrusão controlado por computador, o poliuretano líquido é injetado dentro do gel para se criar a forma de um objeto sólido em questão de minutos. A peça impressa em 3D é então separada do gel e enxaguada com água pura, removendo a necessidade de um processo de cura.

O resultado é um material que pode ser criado quase que instantaneamente, dizem os desenvolvedores do RLP. Em comparação, a impressão 3D tradicional ainda está ligeiramente atrás. “Nosso processo não imprime com camadas, não precisa de materiais de suporte, pode ser impresso em segundos a minutos e usa materiais líquidos industriais comuns”, explica Skylar Tibbits, diretor executivo do MIT Self-Assembly Lab.

O RLP foi desenvolvido para atender a uma demanda da empresa americana Steelcase, devido a crescente demanda pela personalização e fabricação local. Essa nova tecnologia pode tornar a impressão 3D mais acessível para fabricação em massa. De acordo com o diretor do laboratório do Self-Assembly do MIT, a impressão 3D atual tem uma taxa de produção relativamente lenta, utiliza materiais industriais exclusivos e um foco em produtos menores. O RLP, por outro lado, pode mudar isso pois o novo sistema é rápido e utiliza materiais já utilizados pelos métodos tradicionais de fabricação.

O RLP também pode criar oportunidades para novos tipos de impressão 3D pois agora é possível criar um único objeto com espessuras diferentes. “Como designer, o que é mais fascinante e exclusivo sobre o Rapid Liquid Printing é a qualidade da linha de impressão”, disse Yuka Hiyoshi, designer industrial sênior da Steelcase. “É suave, quase orgânico. Quando você está imprimindo livremente dentro do gel líquido, você pode criar essas formas dinâmicas sem o material de suporte da impressão 3D tradicional. Há uma fluidez natural para a impressão que é invisível em outras técnicas”, acrescentou a designer.

Embora o futuro possa ser brilhante para o RLP, o novo sistema ainda tem um longo caminho a percorrer antes que atenda aos padrões de qualidade industrial, dizem os desenvolvedores. Os custos devem ser levados em conta, bem como a viabilidade global do processo.

Fonte: Forbes

A nova tecnologia Rapid Liquid Printing do MIT imprime móveis e objetos em minutos stylo urbano

DEIXE UMA RESPOSTA