Uma nova técnica de reciclagem desenvolvida pela Mistra Future Fashion pode mudar o futuro do setor da moda. Chamada de Blend Re:wind, o método químico separa as fibras de algodão e poliéster dos tecidos mistos em três componentes limpos que podem ser usados ​​novamente em produtos novos e de alta qualidade.

São obtidos o algodão e dois componentes de poliéster, um sólido e um líquido. A polpa de algodão extraída da técnica de reciclagem pode ser regenerada em fibras de viscose de alta qualidade e o poliéster pode ser reconstruído em fibras novas e fortes. A nova técnica de reciclagem foi saldada como uma solução circular para ambos os materiais, bem como um processo fundamental para os futuros sistemas globais de recuperação têxtil, para permitir a circularidade da moda e fechar o ciclo para a produção têxtil.

“Nós criamos esse método utilizando produtos químicos que já são usados ​​na indústria de madeira e viscose porque acreditamos que isso é apenas o começo da reciclagem química”, explicou a Dra. Anna Palme, cujo projeto de tese de doutorado estabeleceu as bases para a inovação. Ela já realizou extensos estudos sobre lençóis usados ​​de algodão / poliéster descartados pelos hospitais.

“A fim de incentivar o uso em larga escala da reciclagem de tecidos velhos no mercado da moda e ampliar a iniciativa, pensamos que seria muito bom criar um método que possa ser integrado às indústrias existentes. Os materiais celulósicos separados, de algodão, neste caso, podem ser integrados aos processos existentes que utilizam materiais celulósicos, como a produção de viscose“.

Blend Re:wind, novo processo que recicla quimicamente tecidos de algodão com poliéster stylo urbano

A reciclagem de  alta qualidade de tecidos velhos, continua a ser uma tarefa complexa, pois a roupa moderna geralmente consiste em diferentes materiais e misturas de fibras. Iniciado em 2011, o Blend Re:wind foi desenvolvido em conjunto com o Mistra Future Fashion, juntamente com pesquisas da Chalmers University of Technology, RISE Research Institutes e do grupo florestal internacional Södra, ambos da Suécia.

Ao contrário de outras técnicas de reciclagem, o Blend Re:wind foi desenvolvido usando processos industriais existentes na esperança de tornar a reciclagem de tecidos mais simples e mais barata, e minimizar os custos ambientais, garantindo que a nova técnica seja o mais sustentável possível e possa ser aplicada em escala global pelas indústrias já existentes.

O processo Blend Re: wind já recebeu três prêmios da indústria têxtil e de resíduos na Suécia pela sua tecnologia inovadora e atraiu uma ampla gama de interesse de empresas de toda Europa. O processo químico funciona mas levará alguns anos antes de se tornar um processo de reciclagem têxtil amplamente comercializado pois depende do interesse das empresas têxteis e de vestuário.

Fonte: Mitra Future Fashion

DEIXE UMA RESPOSTA