Inicialmente projetada como casa de praia para fins de semana em Comporta, Portugal, O Casas Na Areia acabou se tornando um pequeno mas charmoso hotel rústico à beira-mar com tetos e paredes de palha e uma característica incomum: areia branca em vez de pisos tradicionais. É uma ideia original e super diferente que convida a paisagem a tornar-se parte integrante da arquitetura.

Elegante, simples e rústico, o Casas na Areia é o lugar onde a natureza se une a decoração minimalista em tons de branco, para criar uma extraordinária obra de arte. Não admira que este inovador retiro à beira-mar foi selecionado para representar Portugal na Bienal de Arquitetura de Veneza. O arquiteto Manuel Aires Mateus, projetou  casas minimalistas feitas de materiais sustentáveis como tetos de palha criados a partir da madeira pré-existente no local. Elas foram reconstruídos com métodos tradicionais, utilizando madeira, caule, acácia e junco.

ATITUDE VERDE
Abandonando os pavimentos tradicionais (com exceção dos quartos), os interiores são muito tranquilos, contribuindo para um sentimento geral de tranquilidade que parecem envolver as casas.

A decoração minimalista é refinada com arte africana e móveis de design. Os bangalôs têm quartos duplos com casa de banho privada e estão totalmente equipados com confortos tecnológicos modernos, bem como uma piscina privada que garante refresco nos dias quentes de verão. O hotel está localizado em uma reserva natural com estuário de aves que possui um rebanho de flamingos e um grupo de golfinhos que escolheu o rio local como sua casa.

Os hóspedes poderão fazer tranquilos passeios de bicicleta que estão à sua disposição. Casas na Areia está localizado a apenas uma hora ao sul de Lisboa, na Comporta, que é um dos destinos de praia mais intocadas e sedutores de Portugal com suas águas azul-turquesa. Quer lugar mais relaxante do que esse que já vem com areia da praia na sala de estar? Adeus stress!

O que achou dessa casa de praia rústica que virou hotel? Deixe seu comentário

DEIXE UMA RESPOSTA