Poucas semanas depois do arquiteto italiano Stefano Boeri ter anunciado seus planos para construir a primeira “Floresta Vertical” da China com o arranha-céu Bosco Verticale, ele apresentou uma visão ainda mais ambiciosa: Cidades Florestas. As duas torres cobertas de vegetação que Boeri construiu em Milão na Itália, tiveram grande repercussão internacional, por isso ele pensou em ampliar o modelo para novas cidades na China para combater a poluição do ar. A primeira implementação da cidade coberta pela natureza começará na cidade de Liuzhou, com construção prevista para começar ainda este ano.

O projeto das Cidades Florestas de Stefano Boeri na China são vistos como modelos de crescimento sustentável num país sufocado pela poluição e passando por uma rápida urbanização como milhões de agricultores fugindo a cada ano da pobreza no campo para as cidades. “Fomos convidados a projetar uma cidade inteira, onde você não só tem um prédio alto, mas também 100 ou 200 edifícios de diferentes tamanhos, todos com árvores e plantas nas fachadas,” disse Boeri. Por volta de 2020 se tudo der certo, a China terá a primeira Cidade Floresta do mundo.

Pelo que mostra o layout do projeto, além de cada metro quadrado ser coberto de vegetação, as torres se conectam através de enormes passarelas vermelhas para pedestres e ainda contam com teleféricos nos topos dos prédios que circulam por toda cidade. Já imaginou a vista? O conceito é fantástico pois quem não gosta da natureza? Mas fica a dúvida sobre os custos de manutenção de toda essa vegetação cobrindo uma cidade com o aumento do consumo de água e a necessidade de poda das plantas.

A Cidade Floresta foi projetada como um desenvolvimento escalável onde cada distrito tem o design de uma pétala. Cada “pétala”, que atende a uma população de 20.000 pessoas, pode ser replicada em mais cinco pétalas (distritos) em uma única região, criando uma malha urbana com formato de flor repleta de espaços verdes. Todos os edifícios seriam cobertos de vegetação para ajudar a sugar toneladas de CO2 da atmosfera, e fornecer um local calmante e  sustentável para ambos os seres humanos e fauna nativas.

A cidade de Liuzhou, lar de cerca de 1,5 milhões de habitantes na província de Guangxi será a primeira a receber sua Cidade Floresta. Boeri tem grandes esperanças para construir a segunda Cidade Floresta em Shijiazhuang, que será uma nova cidade para 100 mil habitantes, ocupando um terreno de 225 hectares. As Cidades Florestas são um modelo de crescimento sustentável para um país continental como a China, onde 14 milhões de agricultores migram para as cidades a cada ano.

Com as novas tecnologias que dispomos hoje e a crescente conscientização em torno da sustentabilidade, as cidades do futuro felizmente não serão como a tenebrosa Los Angeles do filme Blade Runner.

Fonte: Stefano Boeri

China planeja construir a primeira "Cidade Floresta" do mundo para lutar contra a poluição stylo urbano

DEIXE UMA RESPOSTA