Continuum é empresa de vestuário sediada em São Francisco, que está produzindo o que chama de futuro da moda na era digital, permitindo que as pessoas possam projetar seu próprio vestuário online e fabricar roupas personalizadas para elas usando impressoras digitais e impressoras 3D. Até recentemente, a impressão 3D era limitada às grandes empresas.

Mas o custo da tecnologia despencou nos últimos anos, colocando-a ao alcance de empresas iniciantes e dando oportunidades para que surjam mini-fabricantes como a Continuum para criar produtos por conta própria, em vez de terceirizar para uma fábrica.

Uma mistura de laboratório de design e grife, a empresa tem como objetivo oferecer a experimentação da passarela para qualquer pessoa com uma conexão à Internet. “É bobagem dizer que ser capaz de criar algo é limitado aos profissionais“, disse a fundadora Mary Huang. “Esta é uma geração de pessoas que personalizam avatares, onde todos tem acesso a criatividade.”

O site da Continuum dá ao comprador a capacidade de manipular as estampas nas roupas online, adaptando os modelos virtuais para as medidas do corpo da cliente e comprá-los para receber em casa. Huang e sua parceira, Jenna Fizel, receberam mais de US $ 10.000 em doações pelo Kickstarter para poder dar início a empresa, imprimir digitalmente os tecidos e costurar as peças encomendadas no site pelos clientes.

Modelos criados pelos usuários online através do CONSTRVCT e impressos digitalmente sobre tecido

A Continuum cria itens “verdadeiramente únicos” que incluem vestidos estampado em impressora digital e sapatos e biquíni impressos 3D. O plástico usado para fazer o biquíni em impressão 3D é o nylon, e Huang salienta que isso não está realmente tão longe, quimicamente, dos tecidos sintéticos. A impressão 3D não é nova pois foi inventada nos anos 80 mas a sua influência no mundo da moda é bem recente.

Por exemplo, quando uma confecção investe na fabricação de um vestido, ela tem de estar confiante de vender centenas de peças para cobrir o custo de produção e ter algum lucro. Mas agora, tanto a impressão digital como a impressão 3D mudam completamente isso pois a tecnologia reduz os custos de produção a zero até que um cliente encomende uma peça de vestuário.

Como resultado, os estilistas podem agora se dar ao luxo de experimentar em pequenas quantidades e vender roupas em edições limitadas que segue a tendência sustentável e econômica do Slow Fashion. O que a Continuum faz é perfeitamente adaptável para estilistas que querem fugir do Fast Fashion e investir numa produção personalizada sobe medida, sustentável, sem desperdício de matéria prima e criativa.

Usando técnicas combinadas de arquitetura, animação e design industrial. Primeiro, a Continuum cria um modelo 3D de uma peça de vestuário. O modelo 3D, em seguida, passa pelo sistema de dimensionamento paramétrico, o que gera tamanhos sob encomenda com um conjunto de medidas. Assim, um código gera os dados para mapear imagens em toda a peça em 3D.

Esta é a qualidade das impressões CONSTRVCT, onde uma imagem pode ser combinada perfeitamente sobre a modelagem de várias peças disponíveis online, para a cliente escolher qual lhe agrada mais para depois ser estampada digitalmente sobre tecido. Esta é uma característica de design que só pode ser feito através do processo computacional CONSTRVCT. O tecido impresso digitalmente permite produzir um produto físico que corresponda com extrema precisão á pré-visualização do modelo de roupa online.

Continuum: o futuro da moda na customização em massa e Impressão 3D stylo urbano

O programa permite a visualização de uma grande variedade de modelos antes mesmo de montar uma peça, e os resultados são fantásticos. Ele também transforma qualquer projeto em um kit pronto pois basta cortar as linhas e costurar. A Impressão digital têxtil também é sustentável e ecológica, pois quase todo o corante será impresso diretamente sobre o tecido e portanto, não será descartado nas águas residuais.

Um teste na musselina, que mostra a estrutura de malha 3D que adapta o desenho da estampa no modelo

Mary Huang também desenvolveu uma linha de sapatos com Impressão 3D. Os sapatos impressos podem tornar realidade os projetos de design mais fantásticos pois os calçados de impressão 3D tem vantagens claras de fabricação. A fabricação de calçados envolve muitas etapas de moldagem, que são fáceis de eliminar com impressão 3D e quanto mais avança essa tecnologia, mais recursos os designers terão a sua disposição.

Atualmente qualquer designer pode ter sua fábrica caseira de acessórios usando somente as impressoras 3D. Mary Huang queria criar sapatos que as pessoas poderiam comprar a um preço razoável.

A mágica da impressão 3D acontecendo de forma acelerada onde o objeto “cresce” camada por camada

Com as novas impressoras, uma sandália Laurel está disponível hoje por US $ 250, mas ainda está muito cara e com o contínuo desenvolvimento das impressoras 3D para tornar mais eficiente o tempo de fabricação e qualidade,  vão fazer os custos cair bastante.

DEIXE UMA RESPOSTA