A beleza está verdadeiramente nos olhos do espectador, especialmente porque os padrões de beleza diferem em todo o mundo. Inspirado pela poderosa série Before & After de Esther Honig em 2014, o serviço médico de Internet sediada na Inglaterra Superdrug online Doctor encomendou a  agência de marketing Fractl a tarefa de modificar pelo photoshop uma imagem padrão de uma mulher com base nas preferências de beleza média de 18 países diferentes em todo o globo. O estudo foi chamado de “percepções de perfeição”.

Corpo de mulher foi modificado para explorar padrões de beleza ao redor do mundo stylo urbano-1

Neste estudo, designers do sexo feminino foram convidadas para alterar todo o corpo de uma modelo para torná-la “mais atraente”. As designers foram escolhidas porque “queríamos ter o ponto de vista de uma mulher do que ela acha atraente em outra mulher para entender mais sobre as pressões que elas enfrentam”, segundo o site da Superdrug online Doctor.

A empresa não é a primeira a explora o “Before & After” de Esther Honig. Em 2014, a jornalista Priscilla Yuki Wilson também apresentou a mesma experiência, com foco no tema da beleza birracial em todo o mundo. O experimento também incluiu um estudo de amostra que pediu para que 35 pessoas colocassem o peso do corpo da imagem da mulher que foi modificada pelo photoshop, sendo que a altura padrão era de 1,65 metros.

Com base em palpites dos participantes, o estudo estimou o IMC da mulher para cada país. A China e a Itália mostraram que preferem mulheres mais magras, pesando entre 46 e 49 Kg, enquanto a Espanha prefere mulheres mais pesadas com cerca de 69 Kg. O experimento também mostrou que alguns padrões de beleza como a obsessão com o espaço entre as coxa e as cinturas minúscula irreais potencialmente podem representar riscos para a saúde, o que não é exatamente uma surpresa.

Dê uma olhada em algumas das apresentações das designers:

Corpo de mulher foi modificado para explorar padrões de beleza ao redor do mundo stylo urbano-2

DEIXE UMA RESPOSTA