A empresa japonesa Epson desenvolveu a primeira máquina recicladora de papel compacta capaz de produzir novo papel a partir de resíduos de papel de escritório usado que é desfiado sem o uso de água. As empresas e escritórios que instalarem uma Paperlab, terão internamente uma fábrica de reciclagem compacta pois o papel é reciclado em um processo abrangente que envolve transportar os resíduos de papel do escritório para um centro de reciclagem. Com essa nova máquina, a Epson pretende encurtar o ciclo deixando todo o processo apenas no escritório.

Paperlab, segundo a Epson, vai “revolucionar a reciclagem” pois é capaz de reutilizar 14 folhas de papel A4 por minuto o que significa que 6.720 folhas poderiam ser produzidas em um dia normal de oito horas. Ela também pode produzir diferentes tipos de papel como folhas A3, papel grosso para cartões de visita, papel colorido e até mesmo papel perfumado. O interessante notar é como os avanços da tecnologia permitem transformar uma fábrica de reciclagem de papel numa máquina compacta que cabe dentro de um escritório.

Segundo a Epson, a Paperlab pode reciclar papel sem o uso de água, um ingrediente importante na reciclagem tradicional de papel. “Como a água é um recurso global precioso, a Epson sentiu que um processo seco era necessário”, afirmou a empresa no anúncio do produto, mas segundo a empresa, a PaperLab precisa de uma pequena quantidade de água para manter a umidade na máquina. Em 2016, a máquina será lançada no Japão como um mercado teste, sendo que os lançamentos no resto do mundo “serão decididos em uma data posterior”.

Epson cria a primeira máquina recicladora compacta que transforma papeis usados em novos stylo urbano-1

DEIXE UMA RESPOSTA