O escritório Ganti + Asociates (GA) Design venceu um concurso internacional de ideias com um projeto de um arranha-céu de containers que serve de habitação temporária na densa favela de Dharavi, em Mumbai. Levando em consideração o fato de que containers podem ser empilhados até 10 vezes sem acréscimo estrutural, o projeto desenvolvido pelo GA propõe um edifício de 100 metros de altura composto por uma série de conjuntos autoportantes de containers apoiados por vigas metálicas distribuídas a cada 8 pavimentos.

Escritório de arquitetura projeta arranha-céu de containers para favela em Mumbai stylo urbano-1containers_2

A favela de Dharavi se espalha por 500 acres da capital comercial da Índia, Mumbai. Além de moradia, a favela também é um centro de trabalho e onde se concentram indústrias de reciclagem de pequena escala, onde as pessoas vivem e trabalham em proximidade, o que faz desta uma comunidade bastante unida.

Escritório de arquitetura projeta arranha-céu de containers para favela em Mumbai stylo urbano-2

Conceitualmente alinhado com as atividades de reciclagem, um edifício em altura feito de containers reciclados parece atender às necessidades de habitação da favela. Mumbai tem um grande porto com facilidade disponibilidade de containers e estes podem ser empilhados até dez vezes sem acréscimo estrutural. O projeto de uma estrutura de 100 metros de altura torna necessária a construção de pórticos conectados por vigas metálicas a cada oito pavimentos. Cada pilha autoportante de 8 pavimentos descarrega sua carga sobre estas vigas o o módulo é repetido verticalmente.

Escritório de arquitetura projeta arranha-céu de containers para favela em Mumbai stylo urbano-3

Cada apartamento tem as dimensões padrões do container (12m x 2,6m x 2,4m). As unidades são arranjadas simetricamente em torno de um núcleo central que abriga as circulações verticais, já os portais servem como dutos para os encanamentos e instalações elétricas.

Com a sustentabilidade em mente, cada container é recuperado do porto de Mumbai e os fechamentos dos corredores do edifício são feitos com tijolos de terracota produzidos pela comunidade.

SUSTAINABILITY_DIAGRAM

“Este projeto apresentou um entendimento global do contexto local, da comunidade, da cultura e das necessidades para melhorar a qualidade de vida da população. O júri apreciou a configuração clara do projeto que pode ser repetida e adaptada para criar um distrito que evitaria o surgimento de outras favelas.” Do júri.

Escritório de arquitetura projeta arranha-céu de containers para favela em Mumbai stylo urbano-4Escritório de arquitetura projeta arranha-céu de containers para favela em Mumbai stylo urbano-5 Escritório de arquitetura projeta arranha-céu de containers para favela em Mumbai stylo urbano-6 FINAL_BOARD

Fonte: archdaily

1 Comentário

DEIXE UMA RESPOSTA