As roupas multiuso conversíveis permitem ao usuário adicionar ou remover partes como os de colarinho, mangas, capuzes, bolsos ou outros acessórios. Além disso, as peças de vestuário são totalmente recicláveis ​​e podem ser convertidas em matéria-prima de vestuário, embalagem ou para outras utilizações. Essa é uma nova maneira de criar moda sustentável.

Eric Beaudette, um estudante do Departamento de Ciência da fibra e Desenho de Vestuário na Faculdade de Ecologia Humana da Universidade de Cornell foi premiado com uma bolsa de estudos no início deste mês pelo seu projeto de roupas conversíveis sustentáveis feitas de impressão 3D. Eric foi um dos quatro ganhadores do prêmio de US $ 30.000, que é dado anualmente pelo YMA Fashion Scholarship Fund, de acordo com a Universidade.

Estudante cria linha de roupas multiúso sustentáveis chamada Recycl3D stylo urbano-1
Um exemplo de uma peça de vestuário a partir da coleção Recycl3D. Esta peça pode mudar de uma camisa de colarinho para uma camiseta esportiva sem mangas.

Eric criou um protótipo de vestuário que foi baseado em suas medidas tomadas por um scanner de corpo 3D e depois impresso em 3D na Cornell. O mecanismo inovador da roupa permite que o usuário possa misturar e combinar complementos. Eles também podem escolher diferentes cores, padrões e acessórios.

“As vantagens reais de impressão 3D ainda não foram utilizados em seu pleno potencial pois a tecnologia ainda está em desenvolvimento. Projetei uma roupa que é reciclável e personalizável com um mistura de materiais sintéticos, feita sob medida através de escaneamento do corpo e otimizei o processo de fabricação para reduzir drasticamente os resíduos de produção “, disse Eric Beaudette.

De acordo com Eric, os acessórios modulares sobre o vestuário são usados ​​para fazer a transição de roupas profissionais para esportivas.

Estudante cria linha de roupas multiúso sustentáveis chamada Recycl3D stylo urbano-2
A coleção Recycl3D de Eric Beaudette. Cada roupa tem duas variações distintas, possibilitadas pela impressão 3D de partes removíveis.

“Eu criei a coleção ‘Recycl3D’ para redefinir a moda esportiva e casual como multi-funcional, onde a roupa é capaz de acompanhar a mudança de ambientes e as necessidades estéticas do consumidor ativo”, disse ele. A digitalização e tecnologia de impressão 3D ainda não avançou o suficiente no design de vestuário para chegar ao mercado de massa. No entanto, os materiais de impressão 3D podem oferecer vantagens ambientais por serem facilmente recicláveis no ciclo final do material. Mas existe uma outra tecnologia que pode fazer isso além da impressão 3D, é a tecelagem 3D.

Estudante cria linha de roupas multiúso sustentáveis chamada Recycl3D stylo urbano-3

Depois de vencer a competição, Eric Beaudette disse que se inspirou ainda mais na relação entre sustentabilidade e moda. “Esta competição abriu meus olhos para explorar as inovações ecológicas na indústria e a integração de tecnologias de uma forma sustentável, o que buscarei fazer em meus projetos”, disse ele. No futuro, Eric disse que pretende continuar a trabalhar para reduzir o desperdício no processo de produção.

Estudante cria linha de roupas multiúso sustentáveis chamada Recycl3D stylo urbano-4

DEIXE UMA RESPOSTA