A rastreabilidade é uma preocupação constante na indústria têxtil e as tecnologias como códigos de barras, códigos QR e tags RFID foram implementadas para melhorar a transparência da cadeia de suprimentos, mas muitas vezes não proporcionam uma rastreabilidade completa. Pesquisadores da Universidade de Borås, na Suécia, desenvolveram um novo sistema de rastreamento baseado em fios codificados que promete superar as limitações existentes e oferecer melhoras de rastreabilidade.

No novo sistema, os fios inteligentes são totalmente integrados ao tecido durante a fase de fabricação para produzir tags de rastreabilidade. Os fios codificados contêm características ópticas especiais e, como resultado, criam um “selo óptico” ou padrão de rastreabilidade na superfície de tecidos ou malhas. As tags são criadas usando uma combinação de fios codificados com características ópticas diferentes e distinguíveis, ou classes de fios.

Segundo os pesquisadores, os fios codificados funcionam muito na mesma linha do que os códigos de barras, onde as linhas de diferentes larguras e espaçamentos representam dígitos e um conjunto de linhas representa o código completo. Da mesma forma, os recursos ópticos únicos de um fio codificado representam um dígito, com uma seqüência de fios codificados que representam um código completo. O código completo pode ser alterado ou controlado alterando a seqüência de fios codificados no tecido.

Fios codificados aumentam a transparência e rastreabilidade na cadeia de fornecimento têxtil  stylo urbano

“Os códigos de barras e os RFIDs possuem baixa segurança contra a cópia e a reprodução, o que significa que uma etiqueta idêntica pode ser facilmente reproduzida e colocada com um produto falso“, explicam os pesquisadores em um artigo técnico publicado no Journal of Manufacturing Systems“As etiquetas de rastreamento são removidas no ponto de venda (POS). Portanto, torna-se difícil rastrear a história de um produto têxtil após o POS”.

Como parte integrante do tecido das roupas, os fios codificados não podem ser removidos. Isso significa que não só a rastreabilidade será estendida além do POS, mas também pode ajudar a assegurar o cuidado, a reciclagem e o retorno de produtos adequados . Ao contrário dos RFIDs, os fios codificados não alteram a sensação dos tecidos e podem ser processados ​​na reciclagem têxtil sem problemas.

“Uma vez que a reprodução destas etiquetas não é fácil, como outras marcas, incluindo códigos de barras e RFIDs, eles podem fornecer segurança aprimorada aos produtos têxteis contra falsificações. Além disso, do aspecto econômico, as tags baseadas em fios são têxteis normais, portanto, não há necessidade de componentes e materiais especiais, e a produção pode ser feita facilmente pela indústria têxtil“, acrescentaram os pesquisadores.

A nova tecnologia é um passo na direção certa, mas é necessário um melhor ajuste da tecnologia antes que os fios codificados estejam prontos para o mercado. Segundo os pesquisadores suecos, são necessárias mais melhorias na legibilidade das etiquetas,  como as marcas de identificação fixas para leitura e decodificação direta.

DEIXE UMA RESPOSTA