A rede varejista americana Gap, juntamente com as empresas Old Navy e Banana Republic está tentando reduzir a diferença tradicional entre a indústria da moda e da tecnologia. A Gap está investindo num novo aplicativo de realidade aumentada chamado “Sala de Vestir” que pode ajudar os varejistas com lojas físicas a atrair uma parte dos compradores que preferem fazer compras online pelo smartphone ou tablet.

Desenvolvido em colaboração com  a Apple  e  Avametric , o aplicativo vai permitir que os clientes possam ver as roupas em 3D com os tamanhos e estilos que escolherem em qualquer lugar. Primeiro você precisa inserir algumas informações pessoais, como altura e peso. Em seguida, o aplicativo apresentará um avatar 3D com estas medidas. Feito isso você pode provar diferentes roupas no avatar e girá-lo, permitindo que veja como um tecido pode se assentar no corpo ou as diferenças de ajustes entre os tamanhos.

Se você encontrar o que lhe agradou, pode comprar através do aplicativo. Foi a empresa Avametric quem desenvolveu o software de avatares 3D que mostram como as roupas se encaixam no corpo. Esta solução, no entanto, ainda está em fase beta. Por enquanto ele só funciona com o aplicativo móvel Google Tango que está disponível apenas no smartphone Phab 2 Pro da  Lenovo. Alem desta limitação técnica, o aplicativo só mostra como ficariam as peças de vestuário no corpo. Se quiser provar as roupas e ver seu acabamento, terá que recorrer a uma loja física.

Pokemon Go  foi o primeiro aplicativo de realidade aumentada que foi bem sucedido. A Gap e outras marcas de moda esperam poder expandir esse mercado e aumentar as vendas, oferecendo uma excelente experiência de compra aos seus clientes. O tempo dirá se a aceitação dos consumidores terá o mesmo sucesso comercial que nas lojas.

DEIXE UMA RESPOSTA