A empresa japonesa Vinclu está trabalhando no primeiro robô de comunicação holográfico com inteligência artificial do mundo em formato anime chamado Gatebox. A tecnologia é semelhante ao Amazon Echo, Cortana da Microsoft e Siri da Apple, mas traz um novo nível de personalidade. Embora possa não ser tão avançado quanto o Jarvis dos filmes do Homem de Ferro, o Gatebox e a assistente virtual Azuma Hikari no seu interior, tem uma série de características.

Utilizando tecnologia de Internet das Coisas (IoT), ele pode controlar sua TV em casa, aparelhos de ar condicionado, luzes, e-mail, música, e se você tiver um, o aquecimento de sua banheira automática. O conceito básico por trás do Gatebox é derrubar o muro entre nós e o mundo virtual, cruzar a linha divisória entre o digital e a realidade. Enquanto estamos esperando o dia em que teremos androides em casa para cozinhar e limpar para nós ou ter uma conversa real com uma presença virtual, este produto prova que este dia não está tão longe.

Gatebox cria a primeira assistente virtual holográfica em formato anime stylo urbano-1

O Gatebox também contará com tecnologia de comportamento de aprendizagem, levando-o a tomar certas ações baseadas em hábitos do usuário. A empresa também diz que a personalidade de Azuma vai se adaptar ao estilo do usuário. A Vinclu está trabalhando ainda no conceito do Gateox e tem planos para lançar pré-encomendas através de uma plataforma de financiamento coletivo este ano. O personagem inicial previsto para ser enviado com o produto pode ser um pouco “anime” demais para alguns, mas existem planos de fornecer personagens alternativos e customizáveis.

Gatebox cria a primeira assistente virtual holográfica em formato anime stylo urbano-2

O preço deverá ser de cerca de US $ 852, mas isso pode mudar. Vinchu já arrecadou cerca de US $ 766.868 em capital e está ativamente recrutando mais engenheiros para seu fabuloso projeto. Vendo o vídeo abaixo onde um solteirão japonês interage com a anime Azuma, fico imaginando milhares de pessoas com comportamento anti-social tendo como único amigo um assistente pessoal de inteligência artificial. O Japão com certeza será o primeiro da lista pelo seu fascínio coletivo em robôs e animes digitais.

DEIXE UMA RESPOSTA