Iniciada pela H & M Foundation em 2015, o primeiro Global Change Award recebeu mais de 2.700 pedidos de 112 países. A decisão de como o prêmio de 1 milhão de euros seria compartilhado entre os cinco vencedores foi aberta ao público através de uma votação on-line no site do concurso. Depois do sucesso da primeira edição onde foram apresentadas 5 inovações tecnológicas para tornar a indústria da moda mais sustentável, está dada a largada para a segunda edição do prêmio.

A competição funciona como uma aceleradora de inovação com o objetivo de fechar o ciclo da moda, tendo em vista que um dos maiores desafios enfrentados pela indústria têxtil hoje é a de criar moda para uma população crescente, reduzindo seu impacto sobre o meio ambiente. E isso só poderá ser feito de forma eficiente com novas tecnologias criadas para a economia circular onde todos resíduos são reciclados em novos produtos.

Karl-Johan Persson, membro do conselho da H & M Fundation e CEO da H & M disse que criar uma indústria da moda circular não envolve apenas reciclagem. Para incentivar ideias mais amplas, o Global Change Award 2016 tem três categorias abertas para inscrições:

Modelos de negócios circulares: Esta categoria se procura ideias que usam modelos de negócios inovadores para aproveitar novas oportunidades na indústria da moda. Podem ser ideias sobre como reutilizar, reparar, compartilhar ou prolongar a vida útil dos produtos. Também poderia ser ideias para modelos que desencadeiam potencial na cadeia de produção.

Materiais circulares: Esta categoria está à procura de ideias que usam tecnologias para reinventar os materiais que estão sendo usados na indústria da moda atualmente. Isso pode incluir novas fibras, tecnologias de reciclagem ou materiais de engenharia.

Processos circulares: Esta categoria se procura ideias utilizando tecnologias e sistemas que redesenhem os processos atuais na indústria da moda. Isto poderia ser, por exemplo métodos de segmentação de produtos químicos, água e tingimento, impressão 3D ou fabricação orientada para a procura.

“Ao reunir os inovadores para desenvolver soluções positivas, o Global Change Award é um grande exemplo da abordagem necessária para criar a mudança e ajudar a mudar a indústria da moda para uma economia circular restauradora e regeneradora. Estou animada para participar do painel de especialistas para ajudar a encontrar as próximas cinco inovações que podem ser realmente mudar o jogo”, diz Dame Ellen MacArthur, fundadora da Ellen MacArthur Foundation.

Além da concessão, os vencedores também terão acesso por um ano ao Acelerador de Inovação organizado pela H & M Fundation, em parceria com a Accenture e  Instituto Real de Tecnologia KTH em Estocolmo. A aceleradora serve para garantir que as inovações possam se manter por conta própria, o mais rapidamente possível, e para maximizar o seu impacto sobre a indústria.

A H & M Fundation iniciou o desafio de patrocinar todo processo para ser utilizado por toda indústria da moda, pois a H & M não tem quaisquer direitos patrimoniais ou de propriedade intelectual sobre as inovações. O objetivo é o de influenciar a indústria da moda como um todo. O Global Change Award está aberto para aplicações até 31 de Outubro de 2016. Informações  estão disponíveis no site do projeto e o resumo de tudo você encontra aqui. Os vencedores do prêmio em 2015 podem ser visto aqui.

Global Change Award da H&M abre inscrições para premiar as cinco inovações que podem reinventar a indústria da moda

DEIXE UMA RESPOSTA