A General Motors está apostando alto nos carros autônomos, tanto que comprou em 2016 a startup Cruise Automation, que pretende implantar rapidamente carros de auto condução em grande escala. A empresa acredita que quando estes veículos estiverem disponíveis em grandes números, eles vão salvar vidas e acelerar a transição do mundo para a energia sustentável. A Cruise revelou recentemente o primeiro carro produzido em massa do mundo projetado para operar sem motorista.

Ele foi montado em uma fábrica de alto volume capaz de produzir 100.000 de veículos de cada ano. Criado usando o esforço coletivo de mais de 2.000 pessoas, o carro sem motorista foi projetado para emular o comportamento de condução humana, sem os erros humanos e distrações. Ele foi testado utilizando os mesmos testes rigorosos da maioria dos veículos de produção e projetado para ser construído em uma das linhas de montagem de alto volume da GM para que a Cruise pudesse aprender a construir em grande escala.

O carro tem sistemas novos para evitar falhas elétricas, de comunicação e de atuação que são únicas para um veículo sem motorista. Este veículo é realmente a 3ª geração de carros de auto-condução, mas é o primeiro que atende aos requisitos de redundância e segurança necessárias para operar sem motorista.

Em poucas semanas, esses carros farão parte de uma frota que transporta os funcionários da Cruise ao redor da cidade de San Francisco usando aplicativo da Cruise, mas por enquanto, ainda haverá um ser humano atrás do volante. Veículos com a tecnologia da Cruise irão compor 100% da frota de carros compartilhados de empresas como o Uber. Os sindicatos dos taxistas farão o quê? Impedir essa inovação tecnológica só para proteger seu feudo nas cidades?

DEIXE UMA RESPOSTA