Na indústria da moda, o tingimento têxtil é o maior causador da poluição das fontes de água, pela utilização de corantes químicos sintéticos. Para criar uma alternativa sustentável em escala industrial aos coreantes sintéticos, o especialista em tingimento Mae Subirats fundou a Grintint, um projeto que utiliza plantas e minerais além de processos sustentáveis e amigáveis ao meio ambiente para criar corantes de alta qualidade resistentes ao desgaste e com uma ampla tonalidade de cores naturais.

A indústria da moda, como muitas outras indústrias, está passando por uma profunda transformação. Isso está acontecendo e já é uma realidade pelo fato de que algumas grandes marcas estão adotando a consciência socioambiental em seus negócios e começam a adotar adjetivos como “sustentável”, “consciente”, ” verde “ou “economia circular “. A Grintint utiliza um processo patenteado que é completamente natural, seguro e ambientalmente amigável. É o único corante natural produzido em escala industrial com certificado GOTS, o que atesta o compromisso da empresa com o meio ambiente e a saúde das pessoas.

Sendo um corante natural, sem componentes tóxicos ou nocivos para tingir tecidos de fibras naturais, ele nunca produz resíduos perigosos pois pode se biodegradar completamente, conseguindo uma bio-assimilação total no ambiente. A Grintint foi concebida como um projeto de “berço ao berço”:

1) O processo de tingimento à frio reduz o consumo de energia em 75%;

2) Reaproveita 100% da água utilizada, de modo que não há consumo de água;

3) Como todos os produtos utilizados são naturais provenientes de plantas e minerais, não há produtos químicos nem a emissão de poluentes tóxicos para o meio ambiente;

4) Redução em 90% na utilização de matéria-prima para o tingimento, redução do processo de tingimento em 1 hora no total, incluindo a lavagem, o tingimento, enxaguamento e secagem, assim o custo total do processo é economicamente competitivo;

5) A empresa emprega pessoas em risco de exclusão social e reinveste todos os lucros em novos projetos sociais ou ambientais.

6) As cores são resistentes à luz solar e lavagem, cumprindo as mais altas exigências do mercado.

Por conseguir produzir corantes naturais e sustentáveis em escala industrial com certificado GOTS, a Grintint se soma as outras iniciativas que visar tornar o tingimento têxtil mais sustentável, como os novos corantes feitos de algas e bactérias.

Fonte: Grintint

Grintint : o único corante natural de tecidos produzido em escala industrial com certificado GOTS stylo urbano

DEIXE UMA RESPOSTA