Com a ascensão imparável da tecnologia e mídia social, a forma como as pessoas se comunicam se desenvolveu rapidamente na última década, mas a tecnologia de realidade aumentada poderá se tornar a maior revolução nas comunicações. A startup HoloMe, fundada em Londres por Janosch Amstutz, está usando a realidade aumentada e visão por computador para teleportar digitalmente usuários em qualquer lugar, a qualquer hora.

Uma vez que a pessoa é filmada sobre um fundo verde, sua imagem é automaticamente processada ​​e enviada para o smartphone de outro usuário como um holograma realista. Para demonstrar sua tecnologia, a HoloMe se aliou a jovem marca de moda britânica, Rixo London, criando uma versão holográfica do desfile para que os usuários possam assisti-lo em casa.

Modelos vestindo as roupas da última coleção da Rixo foram capturadas em realidade aumentada usando o software da HoloMe, que processa automaticamente as informações visuais, criando hologramas de alta qualidade. O projeto, que é patrocinado pelo Fashion Innovation Agency do London College of Fashion, permite aos consumidores visualizar os hologramas em suas próprias salas usando seus tablets e smartphones, proporcionando-lhes o seu próprio desfile pessoal, sob demanda.

Nos próximo anos, a realidade aumentada vai mudar a maneira que as marcas de moda apresentam seus produtos aos clientes. Henrietta Rix e Orlagh McCloskey, fundadoras da Rixo London, disseram:

“A tecnologia da HoloMe terá um efeito profundo sobre como podemos mostrar nossa coleção para nossos clientes. Como somos uma marca jovem, estamos entusiasmadas por estar envolvidas com a realidade aumentada pois nossa loja virtual é uma parte crucial da nossa empresa e essa tecnologia irá melhorar consideravelmente a forma de expor nossas coleções“.

Uma forma interessante da HoloMe capturar imagens de modelos para produzir hologramas seria utilizando uma passarela virtual como o da PhotoRobot, que é perfeita para e-commerce de moda. Veja como funciona:

Utilizar a modelagem 3D seria uma outra alternativa para explorar a realidade aumentada, onde as/os modelos virtuais podem desfilar as roupas perfeitamente como uma pessoa real. No vídeo abaixo um manequim branco desfila com as roupas mas poderia ser substituído por uma modelo humana virtual. Com a tecnologia digital atual é possível simular perfeitamente o movimento do corpo, fluidez e textura dos tecidos e as características humanas de forma realista.

As marcas poderão optar por modelos reais ou virtuais. Particularmente, acho muito limitante visualizar a realidade aumentada através de smartphone e tablet. Acredito que essa tecnologia RA irá deslanchar quando for miniaturizada de forma imperceptível nas lentes e armação de óculo comuns e até lentes de contato. Aí sim, iremos adentrar numa nova era do comércio eletrônico.

DEIXE UMA RESPOSTA