O fabricante de software de design 3D Autodesk está desenvolvendo um inovador serviço de ajuda online que permite às pessoas interagirem com avatares virtuais que se parecem como um ser humano real. A empresa diz que no próximo ano irá introduzir uma nova versão de seu avatar AVA (Autodesk Virtual Agent), com um rosto extremamente realista, voz e um conjunto de “emoções” fornecidos por uma inteligência artificial (IA) desenvolvida pela empresa de efeitos visuais Soul Machines da Nova Zelândia.

Nascido em fevereiro como uma simples interface de chat da Autodesk, a Soul Machines irá transformar o AVA num avatar virtual 3D inteligente e hiper-detalhado que parece mais um humano digital. Nos vídeos de demonstração, o rosto do novo AVA reage com toda a sutileza fisiológica dos melhores personagens virtuais criados por Hollywood, pois nasceu das mesmas tecnologias. O novo AVA foi modelado em cima das feições físicas da atriz Shushila Takao.

Antes de fundar a Soul Machines em 2016, o engenheiro Mark Sagar era um especialista em efeitos especiais em filmes. Ele ganhou dois Oscars, em 2010 e 2011, por seu trabalho de animação facial realistas CGI em filmes, incluindo os filmes King Kong e Avatar. Entre suas realizações foi o de co-desenvolver um sistema chamado “Light Stage” que escaneia o rosto e corpo humano com detalhe extremo, com iluminação de vários ângulos, a fim de criar modelos 3D realistas.

Em poucos anos, avatares realísticos controlados por IA se tornarão “embaixadores virtuais da marcas” para conversar “cara a cara” com os clientes, sempre de forma solícita para resolver suas dúvidas. Marcas de moda poderão utilizar esses avatares como vendedoras e stylists online e até modelos para desfiles virtuais.

A Soul Machines desenvolveu vários avatares virtuais com textura de pele e expressões faciais hiper-realistas através da modelagem computacional da estrutura óssea, espasmos musculares e outras sutilezas. O engenheiro Mark Sagar quer ir ainda mais fundo. Desde que deixou o cinema, ele está tentando recriar o sistema nervoso humano em software analisando as mínimas expressões faciais humanas, além de simular a consciência humana, com todas as suas maravilhas e falhas, como a raiva e impulsividade, para recriá-las de forma convincente.

Shantenu Agarwal da IBM Watson apresentou o avatar “Rachel” da Soul Machines, no palco da LendiT Conference em Nova York. A personalidade humana de Rachel foi desenvolvida utilizando a inteligência artificial do Watson em conjunto com inteligência emocional da Soul Machines. Ela pode te ver e ouvir, além de ser emocionalmente responsiva e receptiva. Avatares de caráter humano com personalidade irão mudar completamente a forma como interagimos online. A cognição emocional cria o link entre humanos e computadores, humanizando a tecnologia.

DEIXE UMA RESPOSTA