Há um motivo para você ainda não ter óculos inteligentes. Existem muitos obstáculos no caminho das telas de realidade aumentada (RA) realmente fáceis de usar. A empresa Lucyd tem reunido uma equipe experiente e um portfólio de tecnologias poderosas para resolver o maior problema da RA criando seu primeiro protótipo e o blockchain de RA Lucyd Lab.

A iniciativa conta com 13 patentes revolucionárias de RA que formam um projeto para as Lucyd Lens, um par de óculos inteligentes leves da nova geração. Sua tecnologia vem de anos de pesquisa por especialistas de destaque em RA da faculdade de ótica e fotônica da Universidade do Centro da Flórida.

Lucyd lança óculos inteligente compacto de realidade aumentada stylo urbano-1

Alguns dos problemas nos óculo de RA disponíveis atualmente que as Lucyd Lens visam resolver são seu design grande e desajeitado, campo de visão limitado, problemas de latência, vazamento de luz, rastreamento ocular fraco, controles difíceis, problemas de conectividade, forte cansaço virtual, e incompatibilidade com lentes corretivas. O blockchain Lucyd Lab foi criado para melhorar a criação de conteúdo de modo orgânico e o envolvimento do usuário com as Lucyd Lens.

A vantagem da tecnologia Lucyd

O alicerce da Lucyd Lens são suas tecnologias revolucionárias que possibilitaram criar a primeira tela de RA confortável e compacta do mundo com o design de um óculos comum, diferente dos óculo de RA disponíveis atualmente que chamam uma atenção indesejada para o usuário.

  • Uma óptica de forma livre exclusiva que otimiza o campo de visão aumentado e que se ajustam automaticamente a condições de iluminação.
  • As várias opções de controle incluem voz, rastreamento ocular e detecção de dedos.
  • A detecção avançada de objetos para a interface de RA especialmente precisa da próxima geração.
  • Compatibilidade com lentes prescritas para uma visão aguçada, natural e melhorada em um só lugar.

O portfólio de patentes da Lucyd abrange várias áreas de tecnologia básica no protótipo das Lucyd Lens, como o rastreamento ocular e as microtelas de fluxo. Com sua infinidade de recursos, as Lucyd Lens irão superar muitos dos problemas que dificultam o setor de RA.

Ela irá oferecer uma percepção de profundidade realista com aplicativos de RA espacialmente precisos nos quais objetos reais e virtuais se misturam de forma cooperativa e livre. Ao utilizar um óculo Lucyd, você não precisará mais acessar aplicativos de realidade aumentada no smartphone ou tablet, que é algo cansatívo pois tem que segurar o dispositivo para ver através de sua tela.

Esses óculos de RA compactos tem inúmeras aplicações nas áreas de educação, turismo, trabalho, ciência, arquitetura, design, moda, comércio entre outros. O Lucyd como um wearable inteligente é um artigo de moda e será um grande recurso para as lojas físicas de varejo.

Vários recursos que a empresa acredita que fazem das Lucyd Lens um salto evolucionário em RA:

  • Um design em monobloco nivelado para um visual discreto e sensível.
  • Todos os circuitos estão presentes no interior das hastes para que tenham um aspecto idêntico a um par de óculos comum.
  • Pode ser usado com lentes prescritas.
  • Microtelas LCD estereoscópicas e integradas às lentes com longa vida útil de bateria e interface transparente.
  • Aproveita o poder computacional e o fluxo de dados de smartphones iOS/Android para manter as Lucyd leves, e para permitir que você experimente seus aplicativos favoritos com mais conforto na RA.
  • Microfone integrado e fones de ouvido por condução óssea para chamadas fáceis e controle de voz.
  • Pode ser conectado a periféricos bluetooth como alto-falantes e teclados.
  • Câmera frontal integrada para a captura de foto/vídeo e detecção de objetos.
  • Navegação por interface personalizável com rastreamento ocular, controle de voz, e opções de entrada por rastreamento dos dedos.
    Alta resolução com um campo de visão melhorado e extraordinário de até 120°.
  • Sem botões, interruptores ou fios. Perfeito, simples e divertido.

Mais detalhes no site da bitcoinnews

DEIXE UMA RESPOSTA