kæntǝla é o nome em sânscrito para a planta Hana, o material que é usado para criar todos os acessórios da marca de moda ética Kantala, cujos produtos são fabricados por hábeis artesãos de uma pequena aldeia na região montanhosa do Sri Lanka utilizando uma técnica artesanal de tecelagem com 300 anos de idade. Fundada em agosto de 2013 pelos dois jovens empreendedores Vikum e Nadishan, a marca Kantala combina a beleza natural e cultura vibrante do Sri Lanka com um tecido feito à mão para fazer acessórios de moda originais, coloridos e funcionais que são boas para as pessoas e o planeta.

A Kantala produz acessórios de moda para clientes exigentes que acreditam que a moda de alta qualidade também podem ser responsável. A empresa consegue isso através da paixão pelo design, qualidade e inovação, juntamente com os valores sociais e ambientais que estão no centro de todas as atividades de seus negócios.

Os artesãos tradicionais do Sri Lanka estão no centro de tudo que a Kantala faz, proporcionando-lhes um meio de vida sustentável e ajudando a proteger um dos belos artesanatos tradicionais do país para o futuro. Os acessórios sustentáveis da Kantala são feitos por 14 tecelões tradicionais que criam bolsas, sacolas e carteiras com um toque sofisticado para cada ocasião. Todos os materiais dos acessórios da marca são sustentáveis e biodegradáveis como os tecidos feitos com a fibra da planta Hana, o tecido Pinãntex feito de fibra de abacaxi e os detalhes feitos de coco. Simples, sofisticado e natural.

Marca de moda ética Kantala cria belos acessórios artesanais com fibras sustentáveis stylo urbano

A Kantala está lançando uma campanha de financiamento coletivo no Indiegogo onde os lucros obtidos com a campanha serão utilizados para apoiar a sua expansão internacional, a compra de uma máquina de limpeza da fibra Hana e a criação de uma cooperativa de tecelões para os artesãos. A campanha terminará em 26 de julho de 2017. Quando você compra um produto da Kantala, você ajuda a reviver um belo trabalho artesanal que está morrendo, enquanto o investimento no trabalho dos artesãos os ajuda a assegurar uma subsistência sustentável.

1 Comentário

DEIXE UMA RESPOSTA