A marca de moda vanguardista, The Collective Post-Couture, do designer holandês Martijn van Strien pretende levar a moda para uma nova dimensão, mais em sintonia com as últimas inovações tecnológicas. No site os clientes podem baixar, personalizar e auto-montar suas próprias roupas, bastando introduzir as suas medidas para em seguida, fazer o download do arquivo, a fim de produzir suas roupas em um Makerspace ou receber as peças em casa para montá-las.

Foram lançados seis peças retiradas da coleção “One Off” da grife experimental mphvs de Martin Van Strien, e as roupas são feitas de uma malha 3D chamada Spacer Fabric, que é semelhante ao neoprene e feita a partir de garrafas PET recicladas. Cada uma das peças de roupas unissex que compõem a coleção são moldadas com um cortador a laser, e a união das laterias é feita através de encaixes, eliminando a necessidade de máquinas de costura.

Segundo Martijn van Strien: “Esteticamente estou sempre inspirado na arquitetura, na austeridade dos edifícios brutalistas ou nas técnicas de construção que você encontra em pontes, por exemplo”, acrescentou. As peças da coleção da Post-Couture são projetados no local por um software sempre que alguém quer comprar uma peça, e também só são produzidas quando são vendidas.

O futuro do varejo é a personalização em massa para evitar o desperdício na indústria da moda pois hoje, de 30 a 40 por cento de todas as peças de vestuário que chegam a uma loja, são jogados fora no final de cada temporada e isso vai ser coisa do passado.

Marca de moda vanguardista deixa o cliente baixar, personalizar e auto-montar suas roupas stylo urbano-1

“Esperamos que, ao produzir localmente, com materiais disponíveis localmente e usando um projeto compartilhável online, podemos dispensar a maioria do transporte utilizado na indústria da moda”, disse Martijn van Strien. Custando entre € 40 e € 130, as peças estão disponíveis nas cores verde claro, grafite ou preto, pois o tecido adquire essas cores dos tons originais do plástico reciclado, e segundo o designer, o material pode ser reciclado de novo após o uso.

Marca de moda vanguardista deixa o cliente baixar, personalizar e auto-montar suas roupas stylo urbano-2

“Eu espero, que oferecendo às pessoas uma chance de influenciar e ser parte do processo de concepção e produção de suas roupas irá criar produtos muito mais atraentes do que a indústria do fast fashion atual faz.

“Quem não gostaria de escolher uma roupa que é projetada e feita sob medida especialmente para ela em vez de algo padrão que todo mundo tem”, acrescentou. Embora atualmente apenas as roupas criadas por Martijn Van Strien estão disponíveis no site, a empresa pretende colaborar com outros designers internacionais para adicionar à sua gama de roupas personalizáveis. Super vanguarda o trabalho de Martijin e ele adora utilizar as inúmeras possibilidades gráficas do corte a lazer em suas coleções como você pode ver aqui.

Marca de moda vanguardista deixa o cliente baixar, personalizar e auto-montar suas roupas stylo urbano-3Marca de moda vanguardista deixa o cliente baixar, personalizar e auto-montar suas roupas stylo urbano-3 Marca de moda vanguardista deixa o cliente baixar, personalizar e auto-montar suas roupas stylo urbano-4 Marca de moda vanguardista deixa o cliente baixar, personalizar e auto-montar suas roupas stylo urbano-5Marca de moda vanguardista deixa o cliente baixar, personalizar e auto-montar suas roupas stylo urbano-6Marca de moda vanguardista deixa o cliente baixar, personalizar e auto-montar suas roupas stylo urbano-7Marca de moda vanguardista deixa o cliente baixar, personalizar e auto-montar suas roupas stylo urbano-8Marca de moda vanguardista deixa o cliente baixar, personalizar e auto-montar suas roupas stylo urbano-10The-Post-Couture-Collective_Martijn-van-Strien_dezeen_936_2-min