Uma das promessas da impressão 3D para o futuro da moda era a de que a tecnologia permitiria que você entrasse numa loja, tivesse suas medidas escaneadas e saísse de lá com uma roupa personalizada feita na hora. Mas até agora, esse cenário está se tornando uma realidade apenas para o tricô 3D, um primo da impressão 3D que usa fios de malha para produzir um item tridimensional completo. Ao invés dos produtos rígidos de plástico criados por uma impressora 3D como solados de tênis, as máquinas de tricô 3D produzem blusas, jaquetas, vestidos e qualquer outra coisa que você pudesse tricotar.

Algumas marcas famosas já estão usando essa tecnologia em suas fábricas para produzir peças de vestuário, como é o caso da gigante dos espotes Adidas, que também está experimentando o tricô 3D sob demanda em sua loja/fábrica pop-up KNIT FOR YOU, sugerindo que esse conceito inovador poderia dominar a produção e varejo de moda nos próximos anos.

A Adidas que está testando o tricô 3D em sua loja pop-up em Berlim como parte de um esforço estratégico para a produção mais rápida e personalizada. Na “loja fábrica” da marca, os clientes ao entrar, passam por uma varredura 3D do corpo para que a blusa seja feita com suas especificações de tamanho e cor e todo processo leva quatro horas.

Outro exemplo é o da marca masculina Ministry of Supply que instalou uma máquina de tricô 3D em sua principal loja na cidade de Boston/EUA. Aman Advani, um dos co-fundadores da marca disse: “Este é o primeiro passo de um longo caminho para se criar um método de produção sustentável e personalizável que veio para ficar.” A empresa está apostando que a “loja fábrica” será o futuro do varejo. Os benefícios são claros: o tricô 3D permite ao consumidor personalizar os itens com as suas especificações, atendendo a crescente demanda por produtos personalizados.

A tecnologia permite que as lojas tenham menos estoques, pois cada peça de roupa só é criada quando há um cliente pronto para comprá-la, o que significa menos risco de peças encalhadas que não vendem e tem que ser liquidadas. Além disso, a “loja fábrica” cria uma experiência envolvente, atraindo os clientes para visitar a loja física e assim, construir uma conexão pessoal com ele, ao invés de simplesmente fazer compras online.

Marcas acreditam que o futuro da moda são as roupas e sapatos personalizados de tricô 3D stylo urbano-1

Os clientes são capazes de personalizar a roupa de acordo com seu estilo pessoal e  a máquina leva cerca de 90 minutos para tricotar. As máquinas de tricô 3D sem costura geralmente fazem produtos com qualidade superior, pois ao contrário do processo tradicional de corte e costura de roupas, que são montadas a partir de peças planas de tecido, uma roupa de tricô 3D sem costura é desenhada e produzida numa só peça, e em três dimensões, correspondentes à forma do corpo.

Se a máquina de tricô 3D der o resultado que a Ministry of Supply espera, a marca vai instalar outras máquinas em suas oito lojas.“Neste momento estamos bastante convencidos de que podemos produzir até um terço de nossa produção na loja, ou para atender o mercado online nos próximos dois anos”, disse Aman Advani.

Marcas acreditam que o futuro da moda são as roupas e sapatos personalizados de tricô 3D stylo urbano-2
Blazer de tricô 3D sem costura da Ministry of Supply.

A máquina de tricô é capaz de criar detalhes, como cotovelos e ombros articulados que permitem um grande movimento. A máquina também produz menos resíduos do que uma peça de roupa tradicional, onde sobram pedaços de tecido que acabam sendo descartados. As coleções da Benetton e Uniqlo incluirão itens feitos de tricô 3D sem costura, e as marcas estão trabalhando em um novo sistema de produção baseado na tecnologia da japonesa Shima Seiki.

Marcas acreditam que o futuro da moda são as roupas e sapatos personalizados de tricô 3D stylo urbano-3
Vestido de tricô 3D da Uniqlo.

A tecnologia de tricô 3D não revolucionou somente a fabricação de roupas mas a de calçados também como é o caso da empresa americana Rothy´s que vende sapatos femininos feitos de fios de garrafas de plástico recicladas. Eles também possuem solas, palmilhas e embalagens recicladas e podem ser totalmente reciclados quando forem descartados seguindo as normas da economia circular.

Outra empresa americana que explorou a tecnologia do tricô 3D para calçados é a JS Shoes, que desenvolveu um sapato unissex de malha com um design flexível, leve e respirável. Ele também não tem costura, graças à utilização de uma máquina computadorizada que faz tricô tridimensional utilizando a quantidade exata de fibra de algodão e poliéster, sem qualquer desperdício. Calçando um sapato da Rothy`s e JS Shoes, você não precisa de meias.

Com o tempo mais marcas de moda irão adotar a tecnologia de tricô 3D como um diferencial de personalização para o consumidor, o que a impressão 3D até agora não conseguiu fazer. Mas essas máquinas industriais custam caro, cerca de US $ 180.000, o que as torna inviáveis para marcas menores. Para resolver esse problema, a empresa Kniterate está lançando uma máquina de tricô digital caseira por um preço infinitamente menor.

A máquina de tricô kniterate foi projetada como uma alternativa compacta e econômica para as grandes e caras máquinas de tricô industriais, permitindo a qualquer pessoa projetar peças de malha personalizáveis com um aplicativo digital e enviá-las diretamente para a máquina computadorizada tricotá-las. Ela é uma versão para moda da impressora 3D caseira, onde jovens estilistas ou qualquer pessoa poderá fabricar roupas, cachecóis, gorros, bolsas e até calçados. Nada irá impedir a revolução na moda personalizada pelo cliente.

DEIXE UMA RESPOSTA