A venda de roupas é uma das que mais cresce no varejo online, graças ao melhor visual dos sites, variedade de produtos e os 30 dias para troca e devolução grátis das mercadorias. Apesar das notícias positivas, as empresas de e-commerce tem altas taxas de retorno em grande parte porque os consumidores reclamam que as peças veem no tamanho errado e não se encaixam, e essas devoluções ficam caras para os varejistas. Mas duas startups  podem ter a resposta para este dilema.

A Metail é uma empresa de tecnologia com sede em Londres que criou uma forma de comprar online com mais eficiência e segurança. O sistema chamado “MeModel” pode ser feito em 10 segundos e requer apenas três medidas chave do corpo feminino como busto, cintura e quadris. O resultado é um avatar 3D com o tamanho e forma da cliente com uma precisão de 92% a 96%, e além disso, pode-se rotacionar o avatar e até mudar o penteado, rosto e cor de pele.

A empresa faz o serviço para as marcas de varejo digitalizando suas coleções de roupas, fotografando os itens em um manequim em vários ângulos. O software então funde as imagens da roupa com avatar da cliente. Então, se ela escolher uma calça jeans e uma blusa por exemplo dentro os vários modelos no site, basta clicar sobre as fotos e verá como ficam no corpo do avatar com suas medidas.

Depois basta adicionar uma jaqueta e conferir o comprimento e ajuste nos ombros. Pode-se até escolher o tipo de penteado para ver qual combina com a roupa. Tudo isso pode ser feito no smartphone, tablet ou computador. A única limitação da Metail até agora é que o serviço foca somente nas mulheres.

A Metail foi fundada por Tom Adeyoola depois de ter se estressado em comprar roupas online que viam no tamanho errado. A startup conseguiu contratos com as gigantes do varejo Tesco e Warehouse no Reino Unido que estão utilizando a tecnologia a seus sites. Adeyoola espera conseguir clientes nos EUA atraindo os 20 principais varejistas online do país. Em troca, os varejistas pagam para a Metail uma taxa de licença e uma parte das vendas que fazem uso de seu software.

Até agora, a Metail provou que pode aumentar as vendas em 22%, incentivar os clientes a passar três vezes e meia mais tempo nos sites e cortar os retornos das peças. Eles também construiram um banco de dados com os tamanhos e formas dos clientes, e  que pode ser oferecido aos varejistas para ajudá-los a repensar a forma de comercializar a produção.Veja o trabalhão que é fotografar todas as roupas com tamanhos diferentes para depois serem digitalizados.

UKYS – A camisa perfeita costurada por alfaiates e medida pelo smartphone

Agora os homens podem comprar uma camisa com encaixe perfeito bastando tirar cinco fotos no seu smartphone com o aplicativo UKYS. Essa startup canadense fabrica camisas masculinas personalizadas feitas sob medida com a ajuda de um aplicativo móvel que permite aos clientes projetar suas camisas de acordo com suas preferências. No coração do aplicativo reside a tecnologia LIM que capta medições perfeitamente como um alfaiate.

A única diferença está no fato de que para estas camisas, a medição é feita a partir do smartphone do cliente em vez dele ter que se deslocar para visitar o alfaiate. Estas camisas estão disponíveis em vários estilos, cores e tecidos onde se pode escolher os botões, tipos de gola e punho criando assim camisas mais elegantes e confortáveis. Já disponível para pré-encomenda no Kickstarter, as camisas UKYS finalmente fazem o processo de adaptação inteligente e livre de problemas.

DEIXE UMA RESPOSTA