A inovação tecnológica para se criar uma indústria da moda circular não pára. Ao usar o gás metano como base para se fabricar fibras biodegradáveis PHA, a startup americana Mango Materials quer criar um novo modelo para fabricação de tecidos e roupas em circuito fechado, que ajudará a reduzir a quantidade de resíduos gerados pela indústria têxtil e limpar a atmosfera.

A fibra PHA também pode reduzir a poluição de plástico no oceano. Se uma camiseta feito de poliéster for lavada numa máquina de lavar roupa, pequenas microfibras saem do tecido e vão parar nos rios, e como são pequenas demais, não são recolhidas nas estações de tratamento de águas residuais, e acabam indo parar no oceano. A fibras do novo material se degradariam numa estação de tratamento em vez disso, e se uma camiseta feita de PHA for parar no oceano, organismos marinhos poderiam digeri-la.

Utilizando uma instalação piloto localizada numa estação de tratamento de águas residuais em Redwood City, Califórnia, a empresa utiliza resíduos de metano para alimentar bactérias que podem produzir fibras de biopoliéster inteiramente biodegradáveis. Quando as bactérias consomem metano, elas produzem PHA, um tipo de plástico que pode, então, ser transformado em fio. A startup anunciou o novo material na conferência SynBioBeta em San Francisco essa semana.

Moda circular : a roupa do futuro será feita por bactérias que se alimentam de metano stylo urbano

Roupas feitas a partir do novo material, uma versão biológica do poliéster, podem ser compostadas quando se desgastam, mas se acabarem num aterro sanitário, irão se biodegradar naturalmente e o metano liberado no aterro poder ser capturado para fazer uma nova fibra.

Algumas empresas de vestuário e têxteis estão testando o produto e a startup está arrecadando dinheiro para escalar até a produção plena. Em última análise, as marcas que produzem roupas com o material poderiam recolher as roupas usadas descartadas pelos consumidores para produzir algo novo. O polímero PHA também pode ser usado para fazer embalagens e outros produtos à base de plástico, mas a empresa está focada atualmente na indústria do vestuário.

DEIXE UMA RESPOSTA