Do aumento de eficiência nas cadeias de abastecimento para a mudança da produção personalizada, o setor manufatureiro está testemunhando uma transformação radical em suas fábricas. Chamada de Fábrica do Futuro ou Indústria 4.0, essa transformação na fabricação global é vista como o resultado dos avanços na automação, juntamente com a evolução da tecnologia da informação. Em outras palavras, as empresas estão encontrando maneiras de criarem integrações mais inteligentes entre as suas capacidades digitais e seus sistemas de produção físicos.

Por exemplo, as inovações que acontecem em tecnologia da informação e comunicação (ICT) e como são aproveitadas na Internet das Coisas (IoT), permitem que os fabricantes possam capturar de foma eficiente os dados críticos que podem ajudá-los a melhorar a sua cadeia de valor. O surgimento de novas tecnologias de produção, por outro lado, dá aos fabricantes a flexibilidade de que precisam em suas linhas de produção para tornar-se mais sensíveis às demandas do mercado e com isso impulsionar a personalização em massa.

Incorporado neste plano, a Fábrica do Futuro tem a capacidade de personalizar produtos, experiência e fazer prototipagem rápida, minimizando materiais e energia graças a tecnologia de fabricação aditiva, mais conhecida como impressão 3D, reinventa como os fabricantes podem produzir e entregar seus produtos.

Onde métodos subtrativos tradicionais, como a usinagem CNC, fabrica produtos pelo corte do material a partir de um bloco sólido, já a impressão 3D fabrica os produtos imprimindo sucessivamente camada por camada. Isso significa menos desperdício e redução do custo de matérias-primas. Além disso, na fabricação aditiva, o processo de impressão é guiado por um arquivo digital, possibilitando aos designers e engenheiros mais flexibilidade em seus projetos do que antes.

Na fábrica do futuro a personalização em massa de produtos será a norma stylo urbano

A fabricação aditiva também diminuiu enormemente o tempo para desenvolver e fabricar novos produtos. Através de impressão 3D, os fabricantes podem não só produzir protótipos funcionais e fazer iterações rápidas, mas também produzir esses produtos de forma personalizada em larga escala , acelerando assim o seu tempo de chegada ao mercado.

No momento, fabricação aditiva ou impressão 3D já está vendo um crescimento global acelerado graças aos grandes investimentos em novas tecnologias para máquinas e materiais de impressão 3D. Além disso, espera-se que essa tecnologia aumente a competitividade e produção para empresas em todo o mundo, e assim se torne mais viável e uma alternativa de baixo custo para a produção em massa.

Maximizar a produtividade, reduzir os custos e moldar o futuro da fabricação são os benefícios que as empresas esperam da impressão 3D, e com isso, permanecerem relevantes na nova era da fabricação inteligente e personalizada. Já na indústria da moda, a revolução da Indústria 4.0 não se dará apenas pela impressão 3D mas principalmente pelas máquinas de tricô 3D, impressão digital, modelagem digital 3D e máquinas de costura automatizadas.

A gigante do varejo online Amazon se prepara para revolucionar a moda com sua nova fábrica de moda personalizada feita sob demanda. Será que as novas tecnologias da Indústria 4.0 irão decretar o fim da produção em massa padronizada do fast fashion como o conhecemos?

DEIXE UMA RESPOSTA