Como reciclar de forma eficiente as toneladas de roupas e tecidos que são descartados pela indústria e consumidores todos os anos? O projeto de reciclagem têxtil RESYNTEX vai aproveitar as lições aprendidas no projeto BIOCORE para projetar uma “refinaria têxtil” em escala industrial. O projeto de investigação europeu foi uma das primeiras tentativas para criar um biorrefinaria de segunda geração abastecida com matéria-prima de biomassa mista.

O problema do processamento químico e bioquímico dos resíduos têxteis é semelhante ao de uma biorrefinaria de segunda geração para múltiplos produtos, pois a matéria-prima é proveniente da biomassa dos resíduos agrícolas. Devido à natureza diversificada dos resíduos fibrosos, uma variedade de práticas e tecnologias de gestão de resíduos devem ser coordenadas, a fim de aumentar a taxa de reciclagem.

Para lidar com a natureza fragmentada do processamento químico dos resíduos têxteis, o projeto RESYNTEX irá adotar um processo holístico que aborda todos os aspectos do procedimento. O design do processo industrial da biorrefinaria será optimizado para melhorar a utilização de matérias-primas, de energia e água. Você pode ler os resultados de estudos do projeto Biocore aqui.

No futuro, os resíduos têxteis serão convertidos em novos produtos numa "refinaria têxtil" stylo urbano-1

RESYNTEX é um projeto europeu de pesquisa que visa criar um novo conceito de economia circular para as indústrias têxteis e químicos. Através de simbiose industrial, que tem como objetivo produzir matérias-primas secundárias de resíduos têxteis.

O projeto RESYNTEX irá:

1. Criar um projeto estratégico para a cadeia de valor completa de recolhimento de resíduos têxteis por meio da geração de nova matéria-prima para produtos químicos e têxteis;

2. Melhorar as abordagens de coleta e aumentar a consciência do público e envolvimento social com a emissão de resíduos têxteis;

3. Ativar a rastreabilidade do processamento de resíduos utilizando a agregação de dados. Os dados recolhidos irão avaliar o desempenho das novas cadeias de valor por meio de uma avaliação do ciclo de vida (LCA) e ciclo de vida de cálculo de custos (LCC), em comparação com cenários existentes em fim de vida;

4. Desenvolver modelos de negócios inovadores para as indústrias químicas e têxteis;

5. Demonstrar uma linha completa de reprocessamento para componentes têxteis de base, incluindo o tratamento de resíduos sólidos e líquidos.

No futuro, os resíduos têxteis serão convertidos em novos produtos numa "refinaria têxtil" stylo urbano-2
Potencial de valorização de resíduos agroindustriais de origem vegetal e animal para biorrefinarias.

Num post anterior, falei como as refinarias de biomassa irão substituir completamente as refinarias de petróleo, utilizando somente matéria prima renovável como madeira e plantas. A mesma tecnologia de uma biorrefinaria de segunda geração que estrai produtos químicos dos resíduos agrícolas pode ser aproveitada numa refinaria têxtil.

Uma empresa japonesa chamada Jeplan transforma roupas velhas de algodão em combustível para carro. Através da refinaria têxtil, poderemos reciclar em larga escala de forma eficiente e lucrativa todos os tecidos e roupas que antes iam parar no lixo, criando assim produtos de alto valor para a indústria.

As refinarias têxteis terão como principais clientes, grandes redes de fast fashion como Inditex e H&M que estão investindo no recolhimento de roupas velhas, empresas que recebem doação de tecidos e roupas velhos e coleta de lixo das prefeituras. As biorrefinarias e refinarias têxteis possibilitarão que a economia circular seja uma norma em toda indústria.

1 Comentário

DEIXE UMA RESPOSTA