A H & M se tornou entre as marcas de fast fashion, a primeira a investir globalmente em processos de reciclagem das roupas que vende. A empresa está ampliando sua coleção de denim feita a partir das fibras recicladas das milhares de peças de vestuário recolhidas anualmente em suas lojas pelo mundo todo para criar novas linhas de roupas recicladas.

Estreando em setembro, os 16 novos modelos da coleção são feitos com algodão reciclado a partir das roupas velhas recolhidas nas lojas H & M pela iniciativa Garment Collecting initiative.  Esses são parte dos esforços da gigante varejista sueca para criar uma “economia circular” ou de ciclo fechado para a moda. Bem, pelo menos a H & M está fazendo alguma coisa não é mesmo?

As peças para homens, mulheres e crianças são os últimos passos da H & M com o objetivo de criar um circuito fechado para a moda, e estará disponível em todas as lojas em todo o mundo, bem como online. “A criação de um circuito fechado para os produtos têxteis, na qual as roupas indesejadas podem ser recicladas em novas, não só irão minimizar o desperdício de matéria têxtil, mas também reduzir significativamente a necessidade de recursos virgens, bem como outros impactos que a moda tem em nosso planeta”, disse o CEO Karl-Johan Persson .

“Estamos empenhados em mudar a nossa forma de fazer, usar e dispor de nossas roupas. Dos milhares de toneladas de têxteis que as pessoas jogam fora todos os anos, até 95% poderiam ser re-utilizadas ou recicladas.”

Através da criação de um circuito fechado pelos seus têxteis, a H & M pretende limitar a quantidade de resíduos que vão para os aterros enquanto poupam os recursos naturais utilizados na fabricação de novos tecidos. A varejista sueca é parte de um movimento crescente entre marcas de vestuário, incluindo a The North Face, American Eagle Outfitters, Levi-Strausse, e mais recentemente a Speedo, que vem trabalhando para reduzir o impacto ambiental da indústria têxtil através da recolha e da reciclagem de tecidos em novas peças vestuário. O lema agora é “nada de novo se fabrica pois tudo se recicla”.

Desde 2013, os clientes da H & M em todo o mundo têm tido a oportunidade de trazer suas roupas indesejados de qualquer marca para suas lojas como parte de seu Garment Collecting Initiative. Até agora, a empresa diz que mais de 14.000 toneladas foram recolhidas a nível mundial. Agora, a H & M é capaz de usar 20% do algodão reciclado, destas roupas recolhidas, e está investindo em novas tecnologias para aumentar essa percentagem sem perder a qualidade ou longevidade.

A empresa está confiante de que não vai demorar muito até que isso fique perto de 100%. A H & M tem o objetivo de aumentar o número de peças de suas coleções com pelo menos, 20% das peças totais sendo feitas de tecido reciclado, isso é 300% a mais em comparação a 2014.

Nova linha denim da H & M é feita de roupas recicladas pela própria H & M stylo urbano-4

Os esforços da H & M para minimizar os desperdícios têxteis não terminam com a reciclagem das roupas coletadas: Em abril, a gigante varejista anunciou uma nova parceria com Corporação de Luxo Kering e a pioneira em reciclagem têxtil Worn Again para juntas introduzir no mercado uma inovação revolucionária na produção de vestuário e reciclagem.

Nova linha denim da H & M é feita de roupas recicladas pela própria H & M stylo urbano-4

A Worn Again desenvolveu a primeira tecnologia de reciclagem de seu tipo para produtos têxteis que é capaz de separar e extrair o poliéster e o algodão das peças de vestuário e tecidos velhos. Uma vez separados, o objectivo é que este processo único possa permitir que o poliéster “recapturado” e a celulose de algodão sejam novamente utilizados num novo tecido, criando um modelo de recursos circular para os têxteis.

Não deixe sua roupa ir para o lixo

Nenhum amante da moda gosta de ver uma roupa ir para o lixo. A H & M pretende da as peças velhas dos clientes uma nova vida. Por exemplo, a empresa já desenvolveu algumas novas coleções de roupas feitas de tecidos reciclados, muitos dos quais vieram através do serviço de Coleta de vestuário da empresa em suas lojas.

Olhando para o futuro, existem três maneiras de redirecionar as roupas indesejadas:

Reusar – roupas que podem ser usadas de novo e serão vendidas como roupas de segunda mão
Reutilizar – roupas velhas e têxteis serão transformados em outros produtos, tais como panos de limpeza
Reciclar – todo o resto é transformado em fibras têxteis, ou outros usos, tais como isolamento.

A USAgain, é uma empresa de reciclagem têxtil que trabalha para reduzir o desperdício de vestuário, fornecendo milhares de locais convenientes em todos os EUA, onde pode-se reciclar os tecidos em qualquer momento do dia, em qualquer dia do ano. Colocando-os de volta no ciclo de uso para conservar os preciosos recursos naturais, evitando as emissões de gases de efeito estufa e economizando espaço em aterros. Além do mais, as roupas que estão em melhores condições, são vendidas a preços acessíveis para as pessoas que não podem pagar roupas novas de marca.

Veja como os têxteis são reciclados nas fábricas de reciclagem têxtil. Os têxteis em qualquer condição podem ser reciclados. Doe, recicle, não jogue fora.

DEIXE UMA RESPOSTA