Atualmente a Economia Compartilhada e a Economia Circular estão juntas formentando novas formas de trabalhar, morar, consumir, construir, colaborar, fabricar, se deslocar e aprender como nunca existiu antes. Esse futuro compartilhado foi sintetizado no novo espaço coworking New Lab que fica dentro de um antigo estaleiro totalmente remodelando no Brooklyn Navy Yard em Nova York.

O New Lab é uma comunidade multidiciplinar que reúne sobre o mesmo teto diversas startups de tecnologia e design para criar novos produtos significativos para a sociedade. A antiga fábrica de navios de guerra de 1902 foi remodelada num imenso espaço de coworking e fabricação com dois andares e 7.804 metros quadrados para abrigar startups em robótica, inteligência artificial, dispositivos conectados, tecnologia urbana, arquitetura, impressão 3D e 4D, nanotecnologia, ciência dos materiais, biologia e desenho industrial.

O coworking New Lab em Nova York une as startups mais inovadoras em tecnologia e design stylo urbano-1

Esse nova “Fábrica de Idéias do Futuro” no Brooklyn foi construída graças a uma parceria público-privada envolvendo políticos, financiadores, investidores, desenvolvedores, e é claro, novos empreendedores e tecnólogos. A prefeitura de Nova York aposta numa visão otimista sobre o futuro da indústria e o desenvolvimento económico da cidade remodelando vários edifícios antigos no bairro do Brookling que no passado foi a área indústrial da cidade. Atualmente, 27 empresas trabalham no novo laboratório mas a capacidade total será entre 50 e 60 empresas.

O coworking New Lab em Nova York une as startups mais inovadoras em tecnologia e design stylo urbano-2

No New Lab os profissionais terão espaço suficiente para repensar, reformular e lançar novos produtos, tecnologias e serviços em conjunto para enriquecer nossas vidas de uma forma mais sustentável. Seus laboratórios criativos lançaram inúmeros produtos, empresas e parcerias que receberam milhões em investimentos público e privado como uma prova do potencial de um coletivo diversificado de pessoas com acesso a recursos compartilhados de ferramentas, tecnologia e uns aos outros.

O UOL Tab fez uma ótima matéria sobre a Economia Compartilhada e seu imenso potencial de mudar a nossa sociedade para melhor.

Qual a melhor forma de revitalizar a economia em crise? Investindo em novos espaços multidisciplinares compartilhados para que as pessoas possam aprender, experimentar, colabor, criar e empreender.

O objetivo do New Lab é colocar as pessoas inteligentes e empreendedoras junto com a tecnologia de fabricação mais avançada para desenvolverem novas aplicações com essa tecnologia. Essas aplicações vão reduzir o desperdício nos processos de fabricação, o que significa que os fabricantes americanos poderão cobrar menos por seus serviços e ajudar na reindustrialização do país apostando nas novas tecnologias de fabricação em massa como impressão 3D.

O coworking New Lab em Nova York une as startups mais inovadoras em tecnologia e design stylo urbano-3

Com as novas tecnologias surge a necessidade de trabalhadores recém-qualificados para manuseá-las corretamente. Portanto, é uma estratégia de crescimento inteligente: desenvolver e fabricar tudo localmente, ter lucro e reinvestir no crescimento da empresa (ou seja, a contratação de funcionários).

Além de trabalhar em um espaço com várias pessoas criativas das áreas de tecnologia, hardware e design, outra grande vantagem para as empresas são os espaços de trabalho compartilhados que incluiem lojas totalmente abastecidas com materiais, máquinas indústriais, tornos digitais, e uma enorme impressora 3D de uma empresa alemã chamada BigRep que pode imprimir móveis e objetos completos no tamanho real.

O New Lab conta com o equipamento mais moderno do mercado para fazer protótipos e testar novas ideias de forma mais rápida facilitando a inovação. Um dos inovadores que tem escritório no New Lab é Francis Bitonti, fundador e presidente do Studio Bitonti, uma empresa de design focada em impressão 3D. Ele se mudou para a nova instalação no Brooklyn aproveitando os milhões de dólares em equipamentos de alta tecnologia para fazer testes e prototipagens de suas roupas futuristas.

Francis Bitonti trabalhou em colaboração com a Adobe Systems, MakerBot e Stratasys na criação do icônico vestido de impressão 3D usado pela burlesca Dita von Teese (vídeo acima). Os idealizadores do New Lab querem que o espaço seja um catalisador para toda gama de indústrias que possam gerar novos negócios na cidade. Nova York nunca vai poder competir com os salários baratos da Ásia, mas pode competir em termos de inovação e design para gerar novos empregos na cidade através da Economia Compartilhada.

Fonte: Curbed

DEIXE UMA RESPOSTA