Um dos principais motores do incrível desperdício criado pela indústria do fast-fashion tem sido as tendências de moda. Quero dizer, se você estiver inconsciente dos impactos sociais e ambientais das roupas baratas e descartáveis e apenas deseja vestir com a “última tendência”, a solução mais simples e cômoda é continuar comprando a cada temporada artigos de moda feitos para não durar  e jogá-los fora quando as tendências mudam. Isso não é racional!

O que aconteceu com as tendências de moda tradicionais, agora que as temporadas de moda têm se multiplicado e diluído em um fluxo quase constante de “novidades” onde uma foto no Instagram pode se tornar viral de repente? Curiosamente, estamos agora entrando em uma nova era (segundo os insiders de moda isso já se arrasta por algumas temporadas) onde as tendências simplesmente não dominam mais como antigamente por causa da influência da internet e das mídias sociais.

Nós somos mais livres do que nunca para descobrir o que funciona melhor para nosso estilo de vida e nosso corpo, e isso significa que o fast fashion não é mais necessário e vai ser substituído pela moda personalizada.

O fim das tendências de moda é ótimo para slow fashion e terrível para o Fast Fashion stylo urbano-1

Nós não precisamos mais do fast fashion e de todo o seu drama social e ambiental, pois o futuro da moda é a sustentabilidade e a personalização em massa. Isto é especialmente verdade porque a moda não está mais limitada ao que as grandes cadeias varejistas querem que você use. Até pouco tempo atrás, ter um guarda-roupa sob medida estava fora do alcance da maioria dos clientes, mas isso acabou. Estão surgindo mais e mais lojas online de moda personalizada que fornecem aos clientes a oportunidade de participarem da criação de suas roupas.

A marca feminina Eshakti é um exemplo disso pois oferece roupas feitas sob encomenda para você, por isso, se gostar de um vestido, é só escolher online vários tipos de comprimentos, tipos de manga, tipos de decote e ainda inserir suas medidas para que a peça seja fabricada e enviada para sua casa em poucos dias. Isso é fantástico, e a empresa oferece uma verdadeira gama de tamanhos.

Essa personalização da roupa pela cliente cria um diálogo muito maior pois de forma ativa, a ela participou de sua criação. Isso não existe no modelo atual de fast fashion, onde de forma passiva, a cliente tem que aceitar bovinamente aquilo que está nas araras sem possibilidade de mudar nada e dependendo do modelo da peça, não é feita no seu tamanho.

O fim das tendências de moda é ótimo para slow fashion e terrível para o Fast Fashion stylo urbano-2

 

Numa época em que a fidelidade à marca está cada vez mais baixa e as exigências são elevadas, faz sentido que a personalização de moda decole, pois as marcas esperam que a personalização crie uma conexão mais profunda entre o cliente e o produto que ela criou, o que não acontece com a moda que segue tendências. Existem algumas marcas de moda masculina onde o cliente personaliza suas roupas e as recebe em casa como a Original Stitch, Indochino e Blacklapel.  Outras empresas que utilizam a customização de suas coleções pelos clientes incluem também Unmade e a Continuum.

A vantagem óbvia para uma empresa que fabrique roupas sob encomenda, é que ela não é obrigada a ter um estoque de roupas prontas. É o sistema de “procura e oferta” do slow fashion que graças a tecnologia da internet é a única “tendência de moda” que merece ser seguida. Moda feita com acabamento e tecidos de qualidade, durável, atemporal, estilosa, sustentável e fabricada de forma ética, esse sim está “dentro” e o fast fashion está “fora”.

O fim das tendências de moda é ótimo para slow fashion e terrível para o Fast Fashion stylo urbano-3

DEIXE UMA RESPOSTA