Não é sempre que as empresas de manufatura estão preocupadas com o impacto ambiental de seus resíduos, mas um dos maiores conglomerados industriais da Índia, a Godrej & Boyce que produz mais de 20.000 toneladas de resíduos por ano, está transformando-os em matéria prima para moda e design. Com o projeto Punah, que em sânscrito significa “novo”, a empresa está adotando a economia circular para reciclar os resíduos industriais que cria, vendo-os não como lixo mas como um recurso valioso.


“Estes materiais são geralmente enviados para aterros e incineradores. Isto não é só catastrófico para o meio ambiente, mas grandes quantidades de materiais que requerem processos altamente sofisticados, grandes quantidades de energia e recursos para serem fabricados são desperdiçados. Muitos desses materiais têm o potencial para se tornar uma matéria-prima para outros processos ou produtos “, diz o site do projeto. “Procuramos soluções simples, mantendo os processos de produção e consumo de energia ao mínimo, enquanto olhamos além das fronteiras convencionais.”

O projeto Punah transforma os resíduos industriais em produtos de moda e design stylo urbano-1

Concentrando-se em “repensar a definição sobre resíduos e o uso dos materiais dos resíduos”, a equipe do projeto Punah criou uma produção sustentável que separa os resíduos em seis categorias de materiais recicláveis: óleos, metais, madeira, químicos, papel e materiais eletrônicos . O valor potencial de cada um dos 600 materiais catalogados pelo projeto é avaliado com base nas suas propriedades naturais e versatilidade. Eles transformaram luvas de algodão descartadas em jaquetas, tapetes e cadeiras, sobras de metal em sapatos e bolsas, vernizes em telhas que parecem âmbar entre outras coisas.

O projeto Punah mostra como a criatividade e experimentação pode resultar no desenvolvimento de algo totalmente original criando novos produtos utilizando o mínimo de energia possível. Para a Godrej & Boyce, o processo de desperdício zero não só funciona para reduzir os resíduos nos aterros, mas também beneficia as economias locais através da adoção de uma política de desperdício zero em todas as fábricas da empresa, e parcerias com artesãos e designers por toda a Índia. Fundada em 1897, a Godrej & Boyce tem sede em Mumbai cobrindo atualmente 14 empresas com mais de trinta mil funcionários.

O projeto Punah transforma os resíduos industriais em produtos de moda e design stylo urbano-2

DEIXE UMA RESPOSTA