As energias alternativas nos tornam menos dependentes dos combustíveis fósseis mas será possível substituir o petróleo na produção de plásticos? Graças a tecnologias inovadoras, agora é possível produzir plástico a partir de produtos vegetais. Na Espanha, cientistas e engenheiros estão desenvolvendo embalagens inteligentes e sustentáveis e a principal inovação é a utilização de biopolímeros provenientes de biomassa ou açúcares, ou seja, biodegradáveis. Através deste processo os plásticos biodegradáveis adquirem novas funcionalidades.

Os plásticos biodegradáveis são a resposta para acabar com o lixo nos aterros e oceanos stylo urbano

Até ao momento, a utilização industrial de bioplásticos tem sido limitada. Os recipientes biodegradáveis não são suficientemente fortes para proteger alimentos, cosméticos ou produtos farmacêuticos. A fraca plasticidade destes produtos tornam-nos incompatíveis com as linhas de produção existentes. Mas um novo bioplástico desenvolvido por um projeto europeu de pesquisa, resolve este problema utilizando micro partículas de argila sobre as superfícies extensas criando uma película protetora.

Além de ser resistente e ao mesmo tempo biodegradável, os investigadores criaram etiquetas inteligentes através da integração de sensores e componentes de comunicação, para que a garrafa biodegradável preserve o conteúdo e ao mesmo tempo alerte os consumidores se o produto está estragado, assim é o plástico do futuro. Veja o vídeo de como funciona.

DEIXE UMA RESPOSTA