Um grupo de arquitetos e cientistas sugere que a vida nas cidades daqui a cem anos pode envolver drones que carregam uma casa inteira, alimentos que podem ser “impressos” em casa, cidades submarinas e prédios gigantes e subterrâneos. A equipe é formada por arquitetos da companhia SmartThings, que pertence à gigante de tecnologia Samsung, e professores da Universidade de Westminster, na Grã-Bretanha. E as previsões estão no relatório SmartThings Future Living Report.

Os autores basearam suas previsões sobre a tecnologia atual, bem como projeções sobre as necessidades de crescimento populacional e de novas fontes de energia no mundo. Graças a uma população em expansão, a nossa civilização terá que encontrar lugares novos e criativos para viver. Em 2116, o relatório propõe que os seres humanos viverão em cidades subaquáticas. Com os avanços na eficiência de células solares, é provável que esta fonte de energia limpa será usada para criar comunidades sub-aquáticas, respirando o oxigênio que eles criaram e produzindo energia elétrica através do obtenção de hidrogênio abaixo das ondas.

O arquiteto Vincent Callebaut projetou uma cidade aquática auto-suficiente para o litoral do Rio de Janeiro e o Instituto Seasteading pretende lançar a primeira cidade flutuante do mundo até 2020. As gerações futuras também vão viver na Terra, em arranha-céus que se elevam a centenas de metros acima do solo como também no sentido inverso dentro do solo.

Pesquisadores afirmam que em 100 anos, nossa civilização irá mudar radicalmente para a melhor stylo urbano-1
Para especialistas, o fundo dos oceanos será um bom lugar para construir ‘cidades-bolhas’

O interior das casas do futuro construídas no fundo do mar ou da terra, podem não obter o máximo de luz solar, mas suas paredes poderão oferecer deslumbrantes vistas graças a tecnologia de realidade virtual e de papeis de parede ultra finos OLED (como o apartamento do filme Cloud Atlas e o restaurante Papa Song) que podem forrar completamente paredes inteiras e simular realisticamente todo tipo de paisagem. Essas paredes inteligentes poderão também se adaptar ao humor dos habitantes.

As paredes inteligentes da casa vão responder às suas necessidades, sugerindo diferentes configurações de espaços com base no que está acontecendo (quando você vai receber hóspedes e precisa de um quarto temporário). E cada casa terá a sua própria impressora 3D para que as pessoas possam fabricar objetos em casa, como móveis, por exemplo, mas também alimentos, que poderão ser “baixados” da internet em questão de segundos.

Pesquisadores afirmam que em 100 anos, nossa civilização irá mudar radicalmente para a melhor stylo urbano-2
Cientistas afirmam que os arranhas-céus crescerão para cima e para baixo da terra

Os avanços de comunicação, tais como hologramas realistas, irá remover a necessidade de reuniões em pessoa, economizando tempo e reduzindo a quantidade de viagens. As empresas irão tirar vantagem dos avanços como a moeda digital e inteligência artificial (AI) para impulsionar a eficiência e reduzir a semana de trabalho para apenas três dias de semana.

Outra conclusão dos pesquisadores é que os drones vão se transformar em um novo meio de transporte. Na verdade, estas aeronaves serão utilizadas para carregar casas inteiras pelo mundo, o que os cientistas chamaram de “mulas” futuristas como também terão outras utilidades como táxis e ambulâncias voadoras.

Outra aposta dos pesquisadores da companhia SmartThings serão cápsulas inteligentes de telemedicina que irão confirmar se você está realmente doente, fornecendo um diagnóstico digital preciso para o fornecimento de medicamento ou uma cirurgia remota se necessário. A “telemedicina” é uma tendência crescente mundialmente, e que permite levar os cuidados de saúde a zonas rurais e remotas. Com a sofisticação da inteligência artificial voltada para a medicina, poderemos nos consultar com “médicos artificiais”.

Os pesquisadores também acreditam que em 100 anos a raça humana estará colonizando o espaço, primeiro a Lua e em seguida Marte. A gigante dos game Ubisoft juntamente o estúdio belga Nozon 3D e agência Kazoo criaram o maravilhoso trailer cinematográfico do jogo de estratégia Anno 2205.

Este jogo é o sexto da famosa saga e tem lugar em um mundo futurista que convida os jogadores a deixar a Terra para se aventurar no espaço. A partir da pergunta “Como seria a lua à noite se ela fosse colonizada?”, eles imaginaram todo o lado oculto da lua iluminada por uma rede de cidades semelhantes a imagens da Terra revelados pela NASA vistas do espaço. O Anno 2205 é um jogo belíssimo e mostra como seria a sociedade humana num futuro super tecnológico e sustentável. Veja o vídeo aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA