Quem tem filhos sabe a frustração que é comprar roupas para crianças que em pouco tempo não vai lhes servir mais. Não seria maravilhoso se a roupa pudesse acompanhar o rápido crescimento da criança, poupando dinheiro e aborrecimento aos país? Bem, isso agora é possível com a linha de roupa infantil Petit Pli, projeto de pós-graduação do designer Ryan Mario Yasin para a Royal College of Art.

Yasin plissou um tecido sintético para que ficasse sanfonado, isso permite que as roupas se estiquem até mesmo depois do crescimento da criança. Yasin criou o Petit Pli depois de comprar roupas para seu sobrinho, que já não se ajustava pois a criança havia crescido.

Ele usou seus conhecimentos de engenheiro aeronáutico para criar uma roupa origami que possui um conjunto de dobras permanentes que deixaram a roupa se descompactar quando puxada, à medida que as crianças ficam maiores. O que é interessante no design plissado das roupas é que lembram o estilo da grife japonesa Issey Miyake com sua coleção Pleats Please.

Com seu design sanfonado futurista, a coleção de roupas é impermeável ​​e à prova de vento, e se adapta ao crescimento de crianças de 6 a 36 meses. O designer espera que ao criar roupas para crianças que durem mais tempo, ajudará a reduzir os gastos com novas roupas pelos pais e também a enorme quantidade de resíduos gerados pela indústria de vestuário. Essa com certeza é um exemplo perfeito de slow fashion.

“As crianças superam suas roupas em questão de alguns meses, mas nós as vestimos com roupas como se fossem adultos miniaturizadas, em vez de projetá-las desde o início”, disse ele a Dezeen. “Com 11 milhões de crianças no Reino Unido, pensei que era hora de redesenharmos as roupas para crianças”. Essa é a primeira vez que alguém projeta roupas para crianças que “cresce” com elas e ainda ajuda a reduzir o descarte e gera economia aos país. Não é fantástico? Basta agora saber se as crianças vão querer usá-las.

Fonte : Dezeen

Petit Pli : linha de roupa infantil que se ajusta ao crescimento das crianças stylo urbano

1 Comentário

DEIXE UMA RESPOSTA