O designer industrial Amadou ba Ndiaye está desenvolvendo seu inovador projeto Gênesis que tem como objetivo explorar o potencial da impressão 3D na indústria do calçado e também demonstrar que essa tecnologia pode imprimir sapatos personalizados inteiramente e não apenas parcialmente, como é o caso hoje em dia.  Para o projeto Gênesis, o designer optou pela tecnologia SLS (Sinterização Laser Seletivo), que é cara mas oferece um grande nível de precisão e resolução, e imprime peças duráveis que podem ser usadas diretamente pelo consumidor.

O processo de imprimir em 3D um sapato

Apesar da sua complexidade, o sapato foi impresso numa única peça em TPU, um termoplástico durável e totalmente flexível. Portanto, não foi necessário integrar ao calçado nenhuma outro conjunto. A parte dourada também foi feita em impressão 3D e depois colada ao resto do sapato. É totalmente removível e substituível, a fim de personalizar o sapato com base nas preferências do consumidor. Todo corpo desse tênis preto é feito numa impressora 3D SLS.

Projeto Gênesis - sapatos personalizados feitos 100% de impressão 3D stylo urbano-1

Já a fabricação do sapato de salto alto feminino foi feita em 3 etapas. O calcanhar e a parte vermelha foram impressas em PA 2200, e a parte superior está em TPU. A parte superior e o calcanhar foram então colados um ao outro, mas a parte vermelha é removível para que o projeto pode ser personalizado.

Projeto Gênesis - sapatos personalizados feitos 100% de impressão 3D stylo urbano-2

O futuro de calçado impresso 3D

Olhando para o futuro do seu projeto, Amadou ba Ndiaye disse que o processo pode agora ser feito em larga escala, criando uma nova indústria de calçado mais sustentável e eficiente. Isso não era possível há dez anos atrás pois a tecnologia de impressão 3D era mais cara e não era produtiva o suficiente.

Mas com a chegada de novos concorrentes e novas tecnologias no mercado para dinamizar o processo de produção, uma empresa de calçados pode agora produzir sapatos sob demanda e de forma personalizada. E quando olhamos para toda a complexidade na fabricação tradicional de sapatos, a impressão 3D faz todo sentido. Segundo o designer:

“Esteticamente falando, a impressão 3D oferece desenhos criativos, mas também a precisão e atenção aos detalhes inigualáveis neste setor. O designer tem todas as condições para produzir seu projeto criando formas e estilos inovadores desde é claro que se adeque aos limites do material usado na impressão.”

Isto significa que o tempo entre o projeto de design e a fabricação do produto é drasticamente reduzida em comparação com os métodos atuais. Em certos casos, o desenvolvimento é feito em algumas horas em vez de meses. Isso acontece porque já não é necessária a utilização de moldes para o processo de produção. Além disso a impressão 3D oferece mais flexibilidade quando se trata do processo de produção e não é mais necessário ter um estoque de peças, já que o produto é feito sob demanda, com base nas especificações do cliente.

Como os sapatos geralmente têm que ser feitos em todos os tamanhos de pés, a impressão 3D também minimiza os riscos relativos à gestão do estoque e permite a produção de um modelo único ou em edição limitada que pode ser personalizado, mantendo o custo de produção a um nível razoável e economizando tempo. Alguém vai discutir contra isso?

A impressão 3D liberta a criatividade

Segundo Amadou ba Ndiaye, “a impressão 3D pode desencadear toda a sua criatividade, sem quase nenhuma restrição”. Tendo usado a tecnologia desde 2008 o designer se lembra de quando “as impressoras 3D eram lentas, caras e não produtivas”. Mas felizmente, a inovação tecnológica aliada aos novos materiais está agilizando a fabricação aditiva para a revolução industrial 4.0.

Estamos imprimindo carros, casas, móveis, partes de aviões etc …. e não estão sendo feitos somente para fins de prototipagem, mas para os consumidores finais. Esse é um período muito emocionante para a indústria. Os sapatos de impressão 3D feitos pelo designer são uma prova desse conceito e são um passo além das sandálias ortopédicas Viivv.

Fonte: 3dprintingindustry

DEIXE UMA RESPOSTA