Nos últimos anos, os dispositivos portáteis com tecnologia wearable estão lançando cada vez mais novidades no mercado. Antes foram os óculos, relógios, pulseiras e colares e agora é a vez dos anéis inteligentes. A novidade agora é o anel inteligente Ring ZERO, desenvolvido pela empresa japonesa Logbar que permite graças ao seu pequeno botão, desenhar símbolos no ar para controlar os mais diversos aplicativos no seu smartphone e comandar outros tipos de aparelhos.

Ring ZERO, o anel inteligente que controla diversos dispositos apenas levantando o dedo stylo urbano-1

O Ring ZERO é recheado com sensores inteligentes que dão ao usuário a capacidade de ligar sua TV, usar o controle de gesto para digitar no ar, fazer transações financeiras completas, controlar o volume do som , comandar a intensidade das luzes, tirar fotos,  jogar vídeo game, fazer apresentações de trabalho, acessar as redes sociais entre outras funções.

Você também pode configurar os seus próprios gestos personalizados usando o aplicativo que você baixa na internet. O anel inteligente é compatível com dispositivos Bluetooth 4.0 ou para qualquer dispositivo Wi-Fi. O Ring ZERO é compatível com iOS e dispositivos Android com suporte a Bluetooth 4.0. Veja mais funcionalidades do anel aqui.

O anel inteligente está disponível para venda pelo site desde Abril de 2015, para os EUA, Japão, Canadá e Cingapura por US$ 144,99. A bateria dura até 3 dias em modo eco (modo de economia de energia) e 12 horas em modo ativo (sempre ligado) com o tempo de carregamento total do dispositivo em cerca de três horas. O design do anel e seu suporte é moderno e elegante. O Ring ZERO foi financiado em 2014 no Kickstarter arrecadando cerca de US$ 900.000.

Ring ZERO, o anel inteligente que controla diversos dispositos apenas levantando o dedo stylo urbano-2

A caixa contém um cabo Micro USB, ajustador de tamanho, uma bateria, guia do usuário, e o Ring ZERO. O anel vem em duas cores (preto e branco), quatro tamanhos para você escolher, tem um alcance de transmissão de cerca de cinco metros e basta baixar o aplicativo no seu smartphone para começar a usar o Ring ZERO. Em 2020 vai ser difícil encontrar um produto que não tenha sido modificado pela tecnologia wearable se tornando multi-funcional.

Ring ZERO, o anel inteligente que controla diversos dispositos apenas levantando o dedo stylo urbano-3

No entanto, a empresa admitiu que a sua primeira tentativa para desenvolver o Ring ZERO não foi perfeita, começando com o tamanho do dispositivo. O anel era simplesmente grande demais e além disso, ele foi feito com zinco, o que causava interferência com os sinais do dispositivo que envia ao aparelho do utilizador.

A nova versão do Ring ZERO foi destaque  na CES 2015, em grande parte, porque seu tamanho diminuiu em comparação com a versão original. Além disso, a Logbar está utilizando materiais que não irão causar quaisquer problemas de conexões com o smartphone. Problemas existem para serem superados não é mesmo? Se não fosse assim estaríamos morando em cavernas ainda.

Ring ZERO, o anel inteligente que controla diversos dispositos apenas levantando o dedo stylo urbano-4

A Logbar, no entanto, lançou um aviso em seu material promocional para os seus dispositivos, a emissão de um aviso de possível irritação e coceira na pele dos usuários dependendo de suas condições de saúde.

De acordo com Logbar, o anel inteligente inclui  um micro vibrador, sensor de movimento de aceleração angular e um sensor de toque. O dispositivo também possui memória EEPROM e um sistema de atualização de firmware do dispositivo sem fio embutido.

Ring ZERO, o anel inteligente que controla diversos dispositos apenas levantando o dedo stylo urbano-5

Mas de todas as aplicações da tecnologia vestível, as roupas é que causarão maior impacto pois todos nós precisamos delas para viver em sociedade, diferentes de óculos, relógios, pulseiras, anéis e colares que nem todo mundo gosta de usar.

A tecnológica vestível já começou seu casamento com a moda esportiva e fitness com os mais diversos produtos de monitoramento de saúde e exercícios físicos, mas para o casual wear e streetwear terá que ter outras funcionalidades mais voltadas ao design e estética para se adotada pelos fashionistas e pelas marcas de moda.

DEIXE UMA RESPOSTA