“Tá tudo dominado” pelos microplásticos! A organização sem fins lucrativos Orb media anunciou que testes conduzidos para descobrir a quantidade de microplásticos na água da torneira mostrou que 83% das amostras estavam contaminadas em todo o mundo, e as fibras têxteis feitas de petróleo são as principais suspeitas. Desconfia-se que as fibras sintéticas encontradas na água de torneira se originaram das roupa e tecidos que foram lavados, e a água suja descartada acabou indo parar no mar, em todo o mundo.

De acordo com o relatório, “roupas sintéticas são a principal fonte de fibras de plástico no mar”. Depois de testar 159 amostras de água da torneira em todos continentes, os investigadores da Universidade de Minnesota descobriram que os Estados Unidos tem a taxa mais elevada, onde 94% das amostras estavam contaminadas com plástico, enquanto os países europeus, incluindo a Alemanha, o Reino Unido e a França tem média uma taxa de contaminação de 72%. As fibras e plásticos de petróleo estão envenenando a população mundial!

Se as fibras sintéticas estão saindo da água da torneira, elas também estão contaminando os alimentos preparados com água, tais como pão, massas, sopa e fórmula de bebê, dizem os pesquisadores. Todo esse plástico que produzimos está voltando para nós através de nossa água potável, que por sua vez, está contaminando toda cadeia alimentar. Será que temos uma saída?

Um crescente número de pesquisas estabeleceu a presença de poluição de microplásticos nos oceanos, água doce, solo e ar de todo mundo. Não dá mais para para aturar o envenenamento pelo petróleo.

Este estudo é o primeiro a mostrar a contaminação dos microplásticos na água da torneira a partir de fontes em todo o mundo, de acordo com a Orbit. Os cientistas dizem que eles não sabem como as fibras de plástico chegaram nas torneiras domésticas ou, as implicações que isso tem para nossa saúde. Alguns suspeitam que eles se originam de roupas sintéticas esportivas, ou nos tecidos como tapetes e estofados.

Especialistas estão preocupados que estas fibras podem transferir toxinas, agindo como um tipo de transporte para produtos químicos perigosos a partir do ambiente de água doce no corpo humano. Em estudos com animais, “ficou claro desde cedo que o plástico poderia liberar os produtos químicos e que, na verdade, as condições no intestino iriam facilitar a liberação muito rápida”, disse Richard Thompson, o decano associado de pesquisa na Universidade de Plymouth .

Temos dados suficientes em observar a vida selvagem e os impactos que os plásticos estão tendo sobre a vida selvagem”, disse o professor Sherri Mason, um pioneiro de pesquisa em microplásticos que supervisionou o estudo da Orb. “Se ele está nos impactando, então como é que vamos pensar que não vai nos afetar de alguma forma?” A contaminação desafia a geografia e o rendimento: O número de fibras encontradas numa amostra de água da torneira de um banheiro do Trump Grill em Nova York, foi igual à encontrada em amostras de Quito no Equador. “Tá tudo dominado”!

Das 33 amostras de água da torneira a partir de todos os Estados Unidos, 94% deram positivo para a presença de microplásticos, o mesmo da média das amostras colhidas a partir de Beirute no Lebano. Outros locais amostrados apresentam as seguintes percentagens de fibras de plástico: Delhi, India (82%); Kampala (81%); Jacarta, Indonésia (76%); Quito, Equador (75%); e Europa (72%). E o Brasil?

As amostras foram coletadas por profissionais científicos, jornalistas e voluntários e os especialistas dizem que é muito cedo para saber como o plástico na água da torneira pode se comparar em importância com os contaminantes biológicos químicos mais conhecidos. O mundo joga fora 300 milhões de toneladas de plástico por ano. Mais de 40 % desse material é usado apenas uma vez, às vezes por menos de um minuto, e descartados.

Sabe a água que sai da sua torneira? Pode estar contaminada com microplásticos stylo urbano
Uma imagem ampliada dos fios de microfibras que saem das roupas sintéticas lavadas na máquina de lavar. Um estudo demonstrou que o revestimento felpudo de uma jaqueta pode verter até 250.000 fibras por lavagem. Foto: Cortesia do Rozalia Project

Mas o plástico persiste no ambiente por séculos. Um estudo recente estima que mais de 8,3 bilhões de toneladas de plástico foram produzidos em todo o mundo desde os anos 1950. Os pesquisadores dizem que trilhões de pedaços de resíduos de microplásticos estão superfície do oceano. Os exames encontraram fibras de plástico dentro dos peixes vendidos em mercados no sudeste da Ásia, África Oriental e Califórnia.

Mas a noção de água potável contaminada com plástico inspira confusão e negação. “Nossos resultados dos testes na água não mostram níveis elevados de plástico e / ou os seus constituintes de degradação”, disse um porta-voz do departamento de água de Los Angeles. Ainda assim, duas das três amostras de água de torneira de Los Angeles continham fibras plásticas microscópicas. O poliéster é o “rei das fibras” dominando 63% do mercado têxtil mundial e continua aumentando sua participação por causa do baixo preço do petróleo.

Uma das fontes da poluição de microplásticos, provavelmente você está usando. Roupas sintéticas emitem até 700.000 fibras por lavagem, descobriram os pesquisadores da Universidade de Plymouth. Outra fonte pode ser o ar. Um estudo de 2015 estima que entre 3 e 10 toneladas de fibras sintéticas caem sobre a superfície de Paris a cada ano, demonstrando que uma grande quantidade de fibras estão presentes na precipitação atmosférica

Isto pode explicar porque as fibras são encontradas em fontes de água em lugares remotos ao redor do mundo. Mas a Orb também encontrou fibras na água da torneira extraídas de fontes subterrâneas. São fibras plásticas microscópicas tão pequenas quanto um décimo de milímetro contaminando fontes de água subterrânea em lugares como Nova Deli e Jacarta.

Grandes marcas de vestuário nos EUA e Europa dizem que estão trabalhando para melhorar seus tecidos sintéticos para reduzir a poluição de fibras têxteis no ambiente. Novos filtros para colheita de fibras em máquinas de lavar  e  outros produtos surgiram para reduzir as emissões de fibras no uso doméstico. Mas isso irá resolver o gigantesco problema dos microplásticos? Afinal, devemos declara guerra aos tecidos sintéticos?

Quando você abrir a torneira de sua casa, minúsculas fibras de poliéster, nylon ou acrílico podem estar na “água potável” e indo parar na sua comida. Durma  bem!

Fonte: Orb media

DEIXE UMA RESPOSTA