Conhecida como a capital do aço e concreto, São Paulo vai abrigar o primeiro edifício totalmente feito de madeira certificada brasileira. O projeto é uma iniciativa da AMATA, uma empresa de gestão florestal e é assinado pelo estúdio de arquitetura brasileiro triptyque. O edifício de madeira terá 13 andares e muitos usos funcionais diferentes, como coworking, coliving e restaurantes. Estes são os dois espaços comuns e privados que interagem com a cidade onde se pode viver em sintonia com uma nova consciência ambiental.

A estrutura do edifício vai ser feita de CLT, um produto de alta tecnologia feito de várias camadas de madeira maciça estabelecidas em duas direções diferentes que dará ao edifício estabilidade e resistência. A madeira tem tratamento contra fogo, água e insetos. Essa será a primeira vez que um edifício será construído no Brasil utilizando madeira em toda sua estrutura. Cada 1m³ de madeira reflorestada absorveu uma tonelada métrica de CO² atmosférica do ambiente.

Segundo Dario Guarita Neto, co-fundador e CEO da Amata, “edifícios com estrutura de madeira certificada são uma solução eficiente e podem servir como um impulso em direção a uma mudança na consciência ambiental das nossas sociedades, pois ao substituir recursos não renováveis com matérias-primas naturais, nós também ajudamos a criar uma cadeia mais limpa de produção e agregar valor às florestas certificadas. Isso pode diminuir a pressão por desmatamento”.

São Paulo ganhará o primeiro edifício de madeira do Brasil que absorve CO2 stylo urbano

DEIXE UMA RESPOSTA