Inicialmente a perspectiva de desenvolvimento de uma linha de sapatos e bolsas na África parecia assustador, mas se tornou a motivação de Afomia Tesfaye na criação da FOMi. No início de 2011, ela tomou a decisão de deixar Los Angeles para viajar de volta à sua terra natal na Etiópia com a intenção de desenhar uma coleção de acessórios. Depois de pesquisar os recursos artesanais do país, ela descobriu um fato pouco conhecido, que a Etiópia produz alguns dos melhores artigos de couro do mundo. Sem se deixar abater pelo fato de que ela não era uma designer, ela logo desenvolver uma colorida e sofisticada coleção de bolsas de couro.

A marca de acessórios em couro FOMi representa o primeiro empreendimento da Afomia em design, e a moda sempre desempenhou um papel fundamental na sua vida. Ela levou uma infância não convencional, seu pai foi diplomata da Etiópia para a Inglaterra, e depois para os Estados Unidos, e por isso sua família mudaria de país a cada poucos anos. Desde a tenra idade, esta exposição à diversidade através de viagens lhe permitiu cultivar seus próprios interesses em estilo e moda.

Em 2014, a empresa expandiu a sua gama de produtos para incluir calçados femininos. Os sapatos e bolsas da FOMi são um testemunho de que é possível para empresas de moda produzir de forma ética e sustentável bens de luxo na África, sem comprometer a qualidade e o artesanato local. Afomia acredita que a indústria de moda poderia vir a ser um setor econômico vital para a África. Ela tem esperança de que outras empresas irão reconhecer este potencial e explorar as possibilidades que existem na Etiópia e em outros países africanos. Outras iniciativas sustentáveis relacionadas a moda na África estão sendo feitas pelas designers da Osei-Duro em Gana e pelo projeto da Ethical Fashion Initiative no Quênia.

Outra marca de acessórios da Etiópia é a Passport ADV (Artigos de Viagem) que é uma criação do designer etíope-americano Mikhayel Tesfaye. Ele lançou a marca em 2009 com uma coleção PassportADV exclusivo para Adidas. Depois de descobrir a ótima qualidade do couro e camurça que são produzidos na Etiópia, Mikhayel tomou a decisão de mover a sua base de produção da Ásia para a África em 2011. A Passaport ADV também é um testemunho de que é possível produzir bens de luxo na África sem comprometer a qualidade.

Gostou dos sapatos e bolsas produzidos na Etiópia? Deixe seu comentário.

1 Comentário

DEIXE UMA RESPOSTA