A Apple revelou seu Apple Pencil, que transformou um instrumento de escrita humilde em uma ferramenta de alta tecnologia. Da mesma forma que o lápis a tecnologia modificou radicalmente uma série de outros objetos do cotidiano, que vão de cigarros para óculos, que foram reinventados como maravilhas digitais. Seus avós poderiam até reconhecê-los mas será que eles saberiam como usá-los?

Lápis

O primeiro lápis produzido em massa com um pedaço de grafite envolto em madeira, foi produzido na Alemanha, em 1662. A estreita forma cilíndrica  nunca foi modificada, e influenciou os desenvolvimentos mais recentes, incluindo a caneta eletrônica Stylus que a Samsung lançou primeiramente no mercado mas agora a Apple lançou sua versão.

“A nova Apple Pencil foi projetada para parecer e sentir como uma ferramenta familiar”, disse Jonathan Ive da Apple, mas “ele oferece algo extraordinário, uma precisão que realmente lhe dá a capacidade de tocar um único pixel”. Com uma carga completa, você pode ficar 12 horas rabiscando, desenhando, fazendo anotações e edição.

Cigarros

Seis objetos do cotidiano que foram transformados pela tecnologia stylo urbano-1

As pessoas se envenenaram com tabaco durante milhares de anos, mas os primeiros cigarros feitos com folhas de tabaco enrolado em juncos, datam do século 9 no México e da América Central. Os invólucros foram feitos mais tarde de milho e, no século 17, o papel fino estava sendo utilizado. Este formato acessível para a inalação de nicotina foi introduzido pelos  franceses em 1830, que prontamente deu-lhe o nome de cigarro.

Nada mudou muito até 2004, quando o cigarro eletrônico (ou e-cigarro) foi introduzido. Este dispositivo converte em vapor a nicotina diluída em líquidos em vez de queimá-lo. Muitos e-cigarros imitam a forma de seus antecessores, embora os modelos mais recentes, como o Mormedi começaram a explorar uma linguagem visual mais sofisticada.

Óculos

Seis objetos do cotidiano que foram transformados pela tecnologia stylo urbano-2

Detalhes precisos sobre onde e quando os óculos foram inventados são difíceis de estabelecer, mas acredita-se que se originaram na Itália no século 13, quando pares de lentes corretivas foram fixadas pela primeira vez em suportes que poderiam ser equilibrados no nariz ou colocados em frente a face.

Além da adição das “charneiras” articuladas ligadas as hastes e das ponteiras que se apoiam sobre as orelhas, o design e função permaneceu essencialmente inalterado até 2003, quando o Google lançou o Google Glass, seu óculos com um computador embutido. No entanto, o produto nunca foi amplamente adotado devido a preocupações sobre a privacidade (entre os não-usuários) e chamar muita anteção (entre os usuários) e o Google calmamente retirou o Glass do mercado no início deste ano.

Relógios

Seis objetos do cotidiano que foram transformados pela tecnologia stylo urbano-3

Relógios de bolso evoluíram dos relógios mecânicos portáteis, com o primeiro relógio de bolso verdadeiramente wearable (usado em uma cadeia) surgindo em 1530. Os relógios de pulso foram desenvolvidos logo depois e, lentamente, tornaram-se populares com as mulheres ao longo dos séculos.

No entanto, foi só a partir  da Segunda Guerra Mundial que os homens começaram a usar habitualmente os relógios em seus pulsos. Este desenvolvimento foi estimulado pela necessidade dos soldados nas trincheiras em coordenar com precisão, o fogo de artilharia e ataques sem precisar ficar remexendo em seus uniformes imundos para encontrar os seus relógios de bolso.

Depois da guerra o relógio de pulso rapidamente pegou entre ricos senhores da sociedade e relógios de bolso viraram coisa do passado. Posteriormente foram lançados relógios de quartzo e os digitais cujo design mudou radicalmente ao longo dos anos. Apesar de toda a sua funcionalidade adicional os últimos smartwatches como o Apple Watch ainda servem principalmente para contar o tempo, e eles ainda fixam-se convenientemente no pulso.

Tablets

Seis objetos do cotidiano que foram transformados pela tecnologia stylo urbano-4

No mundo antigo, o tablet era um tábua portátil para escrita e leitura, muitas vezes feita de madeira coberta de cera que podia ser gravada com uma caneta. Os mais antigos exemplos conhecidos, foram encontrados na Albânia, e são feitos de marfim coberto de cera e acredita-se que remontam ao século II aC. Depois de vários falsos começos, a Apple finalmente conseguiu atualizar a tábua para a era digital com o seu iPad, que foi lançado em 2010.

Telefones

Seis objetos do cotidiano que foram transformados pela tecnologia stylo urbano-5

 

O telefone é um objeto que não foi capaz de se prender a formas anteriores, já que cada onda de tecnologia forçou o dispositivo a modificar sua forma e diminuir seu tamanho. Vários inventores experimentaram com dispositivos parecidos com telefones, mas Alexander Graham Bell foi o primeiro a receber uma patente, que foi atribuída em 1876.

Os telefones antigos eram engenhocas com boquilhas separadas, fones de ouvido e mostradores conectados por cabos parecidos com spaghetti. Ao longo dos anos o design foi gradualmente simplificando e se tornando mais elegante até que o surgimento da tecnologia celular libertou o telefone de seus fios. A partir de então ficou cada vez menor e com menos aparência de telefone, até o lançamento do iPhone da Apple em 2007,que finalmente transformou o dispositivo num computador portátil com múltiplas funções que toca música, filmes, tira fotos, acessa a internet, faz compras e muito mais.

DEIXE UMA RESPOSTA