O grafeno é em termos simples, uma fina camada de carbono puro onde os átomos de carbono estão unidos em uma rede hexagonal como favo de mel. É o composto mais fino conhecido pelo homem com um átomo de espessura, é o material mais leve e mais forte descoberto, o melhor condutor de calor à temperatura ambiente e também o melhor condutor de eletricidade conhecido. Outras propriedades notáveis ​​do grafeno são seus níveis únicos de absorção de luz.

Todas essas propriedades tornam o grafeno um excelente material para fazer avanços em diferentes disciplinas científicas, especialmente em eletrônicos e biotecnologia. As empresas começaram a explorar as capacidades do grafeno aplicado aos wearables. A startup americana Bonbouton criou uma tecnologia de sensor térmico de grafeno que pode ser incorporado facilmente nas roupas para melhorar os serviços de saúde de forma transparente e inteligente. Os sensores são feitos por impressão a jato de tinta de grafeno líquido desenvolvido para eletrônicos flexíveis.

Essa plataforma de roupas inteligente permite ao usuário medir e rastrear seus sinais vitais, bem como suas atividades físicas de forma confortável e discreta. A eletrônica está instalada em um botão que permite ao usuário tornar “inteligente” qualquer uma das roupas em seu guarda-roupa, e permite aos parceiros da marca padronizarem as roupas que combinem com seu gosto e estilo pessoal.

Startup cria sensores de grafeno flexíveis e ultra finos que tornam "inteligente" qualquer roupa stylo urbano

Os sensores de grafeno da Bonbouton monitoram passivamente os sinais fisiológicos da pele para prever lesões, detectar infecção e monitorar a atividade muscular, para que os usuários, incluindo pacientes e médicos, possam usar essa plataforma móvel para interagir uns com os outros, monitorar os dados dos pacientes, criar planos de tratamento e acompanhar o progresso do tratamento.

Como a roupa inteligente mudará nossas vidas? 

As roupas inteligentes definitivamente mudarão o que as pessoas pensam sobre suas roupas. Ao longo da história, as roupas tiveram como funcionalidades cobrir nossa nudez, nos proteger do clima e para expressar nossos sentimentos através da moda. No futuro próximo, os tecidos se tornarão um novo software que oferece serviços e nossas roupas atuarão como a interface física do corpo para medir nossos sinais vitais entre outras coisas.

A Boubouton está se concentrando também no desenvolvimento de um material têxtil inteligente para uso médico. A primeira aplicação prática é a prevenção de complicações diabéticas, monitorando a saúde do pé. A startup está fazendo estudos-piloto com vários hospitais para lançar o primeiro produto no mercado em meados de 2018.

Você é uma marca de moda ou desenvolvedor interessado

em roupas inteligentes?

Se você tem uma marca de moda e quiser criar suas próprias roupas inteligentes que funcionem com a plataforma Bonbouton, ou quer desenvolver applets para a loja de applet da Bonbouton, então solicite um kit de boas vindas aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA