Nova York é mesmo o centro do mundo! Alguns sortudos estilistas e designers da Big Apple ganharam a ajuda de um novo startup de moda localizado no Brooklyn, graças ao Pratt Institute, uma instituição de ensino que estimula idéias criativas e inovações tecnológicas, preparando seus alunos para serem pioneiros criativos e líderes de projetos em suas respectivas profissões. O instituto criou o fantástico The Brooklyn Fashion + Design Accelerator (BF+DA) para fornecer um espaço de trabalho compartilhado para até 30 projetos em fase inicial de implementação.

O novo programa de startup vai ocupar um espaço de 1.951 metros quadrados no reformado edifício Pfizer em Williamsburg. O novo espaço também irá fornecer espaço de trabalho interdisciplinar com um conjunto diversificado de recursos, incluindo a produção de vestuário tradicional, fabricação digital de alta tecnologia e desenvolvimento de negócios através de mentoring, que é uma espécie de tutoria onde um profissional mais velho e mais experiente orienta e compartilha com profissionais mais jovens, que estão iniciando no mercado de trabalho ou numa empresa, experiências e conhecimentos no sentido de dar-lhes orientações e conselhos para o desenvolvimento de suas carreiras. Estas orientações vão desde o âmbito pessoal até o profissional.

A iniciativa foi idealizada para manter as fábricas no Brooklyn gerando empregos, dando suporte as startups e aos fabricantes. Em uma cidade cara como Nova York, um espaço de trabalho compartilhado é a coisa mais importante para dar um valioso arranque nos negócios dos pequenos empreendedores dando-lhes oportunidade de crescer e florescer. Ao mesmo tempo, o BF+DA visa a sustentabilidade das novas empresas com princípios voltados para a produção ética e redução dos impactos ambientais. O dinheiro para a construção do centro veio da prefeitura, do estado e da Pratt Institute: num total de U$S 2 milhões.

O objetivo é que o espaço seja rentável em poucos anos, especialmente por meio da instalação da oficina de fabricação que tem oito máquinas de costura, duas máquinas computadorizadas de tricô entre outras. Os designers permanecerão no espaço por um período máximo de três anos, e cada um vai passar por uma revisão de sua marca a cada ano. As empresas vão pagar entre US$ 350 a US$ 600 por mês para o centro. Isso inclui espaço de escritório e acesso a mentores de negócios, tecnologia e o mais importante, a sustentabilidade. Esse é o modo de pensar do século 21, pois se você não está pensando em sustentabilidade, você ainda está no século 20.

O programa da BF+DA vai integrar fornecedores locais, produção zero de resíduos e materiais upcycling que é o processo de transformar resíduos ou produtos inúteis e descartáveis em novos materiais ou produtos de maior valor, uso ou qualidade. O novo programa acelerador espera seguir o sucesso de um programa de design anterior de 2002, a Pratt Incubadora de Design e Inovação Sustentável. A incubadora da Pratt ajudou a criar mais de 30 novas empresas e mais de 50 postos de trabalhos nos setores de design de moda, design de produto, empreendedorismo social e serviços de consultoria verdes.

Localizado no sétimo andar da antiga fábrica da Pfizer no Brooklyn, o novo The Brooklyn Fashion + Design Accelerator é um espaço moderno, arejado e aberto com enormes janelas e cheio de criatividade no ar. Essa startup de moda é um espaço criado por designers para designers, que parece mais um clube onde você é convidado para compartilhar espaço de trabalho com um grupo de amigos mais velhos, que estão dispostos a compartilhar seus sofisticados equipamentos, na qual você nunca seria capaz de pagar por conta própria. E imagine que esses amigos legais também tivessem ampla experiência em design, inovação e negócios sustentáveis para ajudá-lo a incorporar todas essas coisas em sua marca para causar um impacto positivo no mundo. Tudo de bom!

A diretora executiva Debera Johnson, tem sido a força motriz por trás da BF+DA após o sucesso da Pratt Design Incubator em 2002, e pretendia fazer algo maior ainda. “Iniciar um negócio da moda e de design pode ser extremamente difícil, e muitos designers e artistas talentosos ficam presos tentando passar da fase inicial para o próximo nível de sucesso“, disse ela. “Imaginamos o BF+DA para mostrar aos jovens empresários um caminho para o sucesso e fornecer o espectro completo de recursos de design de produtos todos sob o mesmo teto.” Onde já vi isso mesmo? Em outros dois empreendimentos voltados a dar suporte para jovens empresários na área de moda como as startups New York Fashion Tech Lab e a Manufacture NY, sendo esta última também localizada no bairro do Brooklyn em Nova York.

A BF+DA pretende resolver muitos dos problemas que os jovens estilistas enfrentam quando tentam ter sucesso seguindo o molde tradicional. Enquanto a maioria das oficinas de produção de vestuário em Nova York se recusariam a produzir menos de 100 unidades, a BF+DA dá aos estilistas a capacidade de executar apenas uma unidade, se necessário. Seu robusto laboratório de fabricação digital oferece cortadores a laser, impressoras 3D, impressoras têxteis inovadoras e uma biblioteca de amostras de tecidos sustentáveis chamada s.LAB, para criar novos modelos de produção sustentável. Como os membros podem fabricar protótipos em tiragens menores, os resíduos são minimizados e os empresários têm a opção de economizar dinheiro e materiais através da partilha de recursos.

Você pode até imaginar que um estilista possa usar o tecido tingido por outro estilista para a sua próxima coleção“, explicou Debera Johnson. Além dos laboratórios de fabricação, o BF+DA possui um espaço para sala de exposições, espaço de varejo, salas de conferências, 30 espaços para estúdio e um espaço comum para networking, brainstorming (tempestade de idéias) e eventos. A BF+DA também planeja realizar um programa de desfiles de moda e oficinas educativas para enriquecer a comunidade local. Luxo total!

Atualmente, a startup de moda abriga 17 empresas de Venture Fellows (Companheiros de Risco) e duas de Junior Venture Fellows mas planeja expandir sua ocupação em um futuro próximo. Os Venture Fellows são selecionados através de um processo de candidatura e são aceitos em base contínua. A BF+DA procura por designers de moda, designers de produto e tecnólogos que adotam o pensamento inovador, são relevantes, prontos para crescer, preocupados com a otimização de impacto ambiental e social, e comprometidos com a visão abrangente da BF+DA para fazer a mudança, compartilhar conhecimento e transformar a indústria. Simplesmente fantástico!

[metaslider id=17734]

Wool&Prince uma das marcas de moda iniciantes que depois de uma campanha de sucesso no Kickstarter conseguiram a ajuda do Brooklyn Fashion + Design Accelerator para continuar a crescer.

Gostou do conceito da startup de moda BF+DA? Comente.

DEIXE UMA RESPOSTA