Comprar uma roupa que esteja perfeitamente ajustada ao seu corpo é algo que a maioria sonha. Nos últimos anos, várias empresas de moda vem pesquisando diferentes tipos de soluções tecnológicas que permitem experiências de roupas sob medida para seus clientes a um custo razoável. A startup de moda Frilly, sediada em Los Angeles, acredita ter encontrado uma fórmula que funciona. Ela acaba de lançar uma coleção que permite às mulheres customizar completamente todos os aspectos da roupa.

As clientes da Frilly são capazes de escolher através do site o comprimento, estilo, cor e tecido de todas as peças de vestuário da coleção. A marca utiliza a simulação 3D que dá a seu público a capacidade de ver como a roupa vai ficar e como fazer modificações com base nas imagens.

Todos os itens são feitos por encomenda na China, onde um alfaiate trabalha na peça do início ao fim. Os tecidos que a Frilly utiliza são importados da Itália, Japão, Índia, Espanha e França, e depois que as roupas ficam prontas, são entregues diretamente para as clientes dentro de duas semanas.

Sendo um ateliê virtual, a Frilly pretende trazer de luxo feito sob medida para as massas, tornando-o acessível, com preços que variam de US $ 100 a US $ 2.000 dependendo do tipo de tecido e modelo que a cliente escolher. E isso não é o seu único diferencial pois a empresa também valoriza a sustentabilidade. Seu modelo de produção sob demanda reduz o desperdício, e os retalhos de tecido que sobram de uma coleção, são transferidos para diferentes peças de vestuário para a próxima linha.

Os estilistas da Frilly tem pedigree pois o diretor criativo trabalhou na Marc Jacobs e o estilista chefe veio da Calvin Klein, e eles criam novos modelos que as clientes podem personalizar a cada temporada, para atender suas necessidades. A marca espera que a personalização se torne dominante para que as mulheres tenham a possibilidade de projetar cada peça de seu guarda-roupa de acordo com suas necessidades específicas.

DEIXE UMA RESPOSTA