A startup de moda sustentável Cosmos Studio com sede em Hong Kong, lançou no Kickstarter sua nova linha de camisas unissex feitas através de uma tecnologia de difusão de cor recém-inventada que gasta 95% menos água no tingimento dos tecidos em comparação com qualquer outro processo atual, de acordo com a empresa.

A camisa mais sustentável do mundo

Segundo Davy Chan, co-fundador da Cosmos Studio : “Não há como exagerar o valor do que estamos fazendo com essas camisas. São grandes movimentos como este que nos levarão para um mundo mais sustentável e nos ajudará a transmitir às gerações vindouras um ambiente que podemos estar orgulhosos.” A marca está pensando em iniciar a produção este mês, com o envio dos pedidos em fevereiro de 2018.

Estampar o fio de algodão em 360°

O camisa de design minimalista utiliza o método GiDelave, uma tecnologia de difusão de cor que funciona por impressão de corantes reativos em 360° sobre os fios de algodão. Este tipo de processo de tingimento pode reduzir o consumo de água dos tradicionais 600 litros para apenas 30 litros.

“Nenhuma água é utilizada no processo de coloração e, como resultado, consome-se 95% menos água, 95% menos efluentes e um economia de 53% no consumo de energia,” explica Davy Chan. Além disso, as cores ficam sombreadas naturalmente na estampagem dos fios para criar uma estética única, e um efeito lavado natural.

Startup lança a camisa mais sustentável do mundo com novo processo de tingimento stylo urbano

“Nossa tecnologia GiDelave usa apenas 5% da água dos métodos de tingimento tradicionais, fazendo um impacto descontroladamente positivo no ambiente ao longo do tempo. Esta é uma tecnologia que pode revolucionar a indústria da moda, e com ela vai mudar a face da produção mundial de vestuário “, disse Davy Chan.

A camisa unissex  está disponível em quatro combinações de cores naturais e em quatro tamanhos. O empresário diz que a solidez da cor é melhor do que a das camisas feitas utilizando métodos de tingimento tradicionais. A startup trabalha com a filosofia de criação de roupas usando as práticas mais sustentáveis. A camisa com estilo clássico foi fabricada para ser durável, fácil de cuidar, utilizando algodão certificado BCI, diz a empresa.

Poluição da água fresca

Vinte por cento da poluição da água doce do mundo vem de tratamento têxtil e tingimento. Cerca de 1,1 bilhões de pessoas não têm acesso à água potável.

“Embora a água cobre 70% do nosso planeta, apenas 1% dela é de água doce acessível. Enquanto milhões de pessoas sofrem de condições de falta de água potável, estamos poluindo essa água na fabricação têxtil“, explica a empresa. “Como é uma das maiores poluidoras do mundo, a indústria da moda é responsável pela adoção de inovações sustentáveis. Se continuarmos a poluir no ritmo atual, mais cedo ou mais tarde todos nós vamos ficar sem água limpa.”

DEIXE UMA RESPOSTA