As principais capitais da moda estão apresentando os desfiles das próximas tendências para temporada primavera-verão 2017 e selecionei 7 marcas como Mary Katrantzou, Versus, Xuly.Bët, Julien Macdonald, Jeremy Scott, Libertine e Vivienne Tam com seus respectivos vídeos e link das fotos da coleção.

Mary Katrantzou voltou às suas raízes em sua coleção de primavera-verão 2017 se inspirando na rica história da arte grega e minóica com estampas caleidoscópicas sobre tecidos inovadores, detalhes altamente decorativos e influências do pop art dos anos 60. Os fãs ardorosos da estilista grega vão adorar o retorno de suas estampas Trompe L’oeil com padrões geométricos helênicos misturados com padrões de cerâmica micênica super coloridos e vibrantes sobre jaquetas, corpetes, camisas, blusas, vestidos longos e saias afuniladas. Um luxo! Veja as fotos aqui.

Calças e jaquetas jeans rasgados e desgastados em tom de azul pálido, peças de malha de prata brilhante, misturas de looks estilo motociclista e militar no desfile da Versus são reedições dos maiores sucessos da Versace. Donatella Versace explorou o DNA da marca usando predominantemente o preto com toques de verde militar, azul marinho escuro e amarelo ouro para celebrar o seu 20º aniversário este ano. Veja as fotos aqui.

A marca Xuly.Bët do estilista Lamine Badian Kouyaté mostrou na Semana de Moda de Nova York roupas com estilo desportivo fazendo uso de tecidos com estampas tradicionais africanas e complementadas com envoltórios de cabeça, grandes óculos esportivos e bolsas estampadas. É muito legal ver uma coleção moderna que mistura o design esportivo com as coloridas e super pop estampas criadas pela Vlisco. Veja a coleção inteira aqui.

Para sua coleção primavera-verão 2017, o estilista Julien Macdonald fez uma sofisticada mistura entre o afro-chique com o glamour e diversão do mundo do rock . “Minha África é metálica e cheia de ouro, glitter, tachas e tudo o que você não esperaria encontrar lá” disse o estilista. A coleção inteira é monocromática onde o preto, branco e metálico imperam com misturas de rosa pálido, tecidos com aspecto de pele de cobra, muitos detalhes com franjas metálica, muitos bordados e texturas e vestidos super sensuais que revelavam muito mais do que ocultam. Veja a coleção inteira aqui.

Jeremy Scott se inspirou na Nova York da década de 1980, com sua estética gráfica super colorida e exagerada. Peças de malha estampadas com Slime City, Rated X e New York, estampas gráficas de rostos femininos estilizados sobre vestidos e blusas, muitos zíperes que se abrem para revelar a pele. Os vestidos de lantejoulas tinham um design futurista que segundo Scott: “Eu queria fazer algo intergaláctico, divertido e fabuloso.” Isso ele certamente fez.Veja a coleção completa aqui.

Trazer a irreverência britânica para Nova York. Essa foi a temática da coleção primavera / verão 17 criada pelo estilista Johnson Hartig para sua marca Libertine que desfilou peças com estampas e bordados super coloridos e humorados seguindo uma mistura entre pop art e punk. Uma coleção para pessoas descoladas e modernas. Veja a coleção completa aqui.

Vivienne Tam foi a primeira estilista a usar o logotipo da NASA em uma coleção de moda e foi convidada a fazer uma viagem a Houston no Texas, para visitar a sede da NASA. Vivienne Tam canalizou essa ideia criando vestidos com bordados, estampas e apliques abrangendo os destaques da cidade: Patches de foguetes se misturavam com flores mexicanas vibrantes, com uma ampla gama de influências de flora e fauna misturadas com o logotipo da NASA.

A coleção era composta de silhuetas fluidas, jeans, vestidos baby-doll, túnicas e casacos e bolsas de camurça com franjas além de várias peças com estampas com imagens de Houston. A paleta de cores era vibrante tanto nos tecidos, estampas e bordados que foram misturados com tecidos metalizados. Veja a coleção completa aqui.

DEIXE UMA RESPOSTA