Um protótipo experimental de elevador construído na Holanda foi apelidado de “Vertical Walking” e utiliza a força humana para se movimentar verticalmente entre os andares de um edifício usando apenas 10% do esforço necessário para subir escadas e sem a necessidade de qualquer fonte de energia elétrica. Projetado pelo laboratório holandês Rombaut Frieling, o Vertical Walking usa um sistema de trilhos verticais que incorporam roldanas e um sistema de fixação inteligente para permitir que um usuário possa se mover verticalmente entre os andares de um edifício com menos esforço.

Segundo os designers que projetaram o “elevador com tração humana”, no futuro a maior parte da população mundial estará vivendo em cidades, e mais prédios de apartamentos serão construídos para alojar essas pessoas. Mas os elevadores gastam muita energia e subir escadas se torna algo muito cansativo para prédios com mais de 5 andares de altura. No entanto, com mais edifícios, menos espaço verde e menos oportunidades para fazer exercício, criar uma forma original que alia a necessidade de movimento físico e o transporte entre os andares era essencial. Foi assim que nasceu a ideia do Vertical Walking.

Vertical Walking, um novo tipo de elevador que se move 100% com força humana stylo urbano-1

O elevador exige menos de 10% do esforço necessário para subir escadas e não precisa de energia externa. Os criadores afirmam que o protótipo pode ser usado com sucesso por uma ampla gama de pessoas, incluindo pessoas idosas e com deficiência física. Além de ninguém nunca mais ficar preso no elevador quando acaba a eletricidade o Vertical Walking cria uma enorme economia por seu baixo preço, necessita de pouca manutenção e sem conta de energia elétrica.

O elevador é composto por uma cadeira e roldanas presas aos trilhos, onde uma pessoa sentada dentro da unidade pode se mover para cima pela combinação da ação de uma mola e cabos elásticos junto com um sistema de roldanas tensionadas, enquanto é capaz de descansar entre os esforços e ser mantido no lugar por um conjunto de pinças em cada pilar vertical.

O sistema experimental criado pelo laboratório Rombout Frieling tem atraído a atenção de uma série de exposições de design, incluindo uma exposição recente na Bienal de Arquitetura de Veneza. O Vertical Walking é um elevador individual e essa é uma desvantagem em relação ao elevador tradicional pois não pode transportar vários passageiros de uma vez, por isso ocupará mais espaço dentro do prédio.

Além disso, por não utilizar energia elétrica, como o usuário vai poder pegar o Vertical Walking quando ele estiver parado num outro andar? Vai ter que esperar alguém descer até seu andar? Isso não é prático por isso os designers terão que fazer testes num prédio real para aprimorar o conceito.

1 Comentário

DEIXE UMA RESPOSTA