Criatividade, design e inovação. Mas também o amor e respeito pela natureza. A sustentabilidade está cada vez mais se tornando tema dominante em todas as indústrias e na moda não seria diferente. Essa nova sensibilidade na moda investe na inovação para proteger o meio ambiente, utilizando materiais ecológicos e reciclados.

Estamos acostumados a pensar na madeira como algo duro e poroso, áspero ao toque e durável, mas hoje, novas tecnologias de processamento estão tornando possível um conceito completamente diferente de madeira. Tecidos, couro, plástico e metal terão que compartilhar o trono de matérias-primas necessárias para a produção de roupas e acessórios com o que é agora considerado o “quinto elemento”.

O uso da madeira na moda contemporânea está cada vez mais evidente em numerosas coleções. Algumas empresas têm criando novos tipo de materiais incomuns que está cada vez mais sendo apreciada por designer e estilistas.

Os designers israelenses Tesler e Mendelovitch criam bolsas e móveis super modernos revestidos com folha de madeira flexível. A folha de madeira é colada sobre um tecido leve de algodão e depois cortado a lazer nos mais diversos desenhos para dar a flexibilidade desejada pelos designer para criar seus produtos.

Já a empresa italiana MyMantra criada por Marcello Antonelli e sua filha Marta, lançaram um novo tecido chamado Ligneah que pode ser uma alternativa sustentável ao couro animal da mesma forma que o tecido de cortiça que descrevi neste post.

O Ligneah é o resultado do processamento do laser sobre as finas folhas de madeira, que graças as micro incisões na fibra, tornaram a madeira suave como couro e tão flexível como tecido. Os materiais utilizados na fabricação são madeira, algodão e cola biodegradável. Este material também é sustentável, biodegradável, livre de crueldade com animais e natural.

A moda é a primeira indústria que percebeu o potencial deste novo material e suas utilizações são infinitas pois como tudo o que pode ser feito com tecido ou couro, pode também ser feita a partir do Ligneah.

A maciez, textura, flexibilidade, peso e espessura do tecido de madeira dependerá do tipo de madeira utilizada, tipo de suporte, tipo de processamento, tipo de revestimento e tipo de essência de madeira utilizada. Ligneah está disponível em bétula, Bolívia, freixo, nogueira, cerejeira, faia, olmo, bordo e carvalho. O legal que o tecido de madeira pode ser estampado.

A madeira utilizada para fazer o Ligneah vem exclusivamente de florestas geridas de forma ética e com respeito para todo o ecossistema. A certificação FSC garante a rastreabilidade e origem da madeira. Graças a um acordo com a ONG Tree-Nation, para cada produto vendido uma árvore é plantada na Nigéria.

Cada árvore pode produzir 200 bolsas e 100 sapatos e o ganho ambiental é óbvio. O louvável do produto não é só a ética, mas também o custo-benefício, pois o processamento de couro podem custar até 300 euros por metro quadrado, e o Ligneah pode atingir no máximo 150 euros por m². Para saber mais sobre a linha Ligneah acesso o site.

Tecidos de folha de madeira são uma alternativa sustentável ao couro stylo urbano-1

Ki-ori Tennage é um tecido feito de madeira tradicional do Japão. O Ki-ori Tennage é cortado em pedaços de 2 milimetros e tecido usando a técnica ‘Kyoto-Nishijin-ori’.

O que é ‘Kyoto Nishijin-ori’?

A raiz do Kyoto Nishijin-ori remonta cerca de 1.200 anos atrás, quando foi tecido como um tecido extremamente luxuoso para os nobres da corte imperial. A arte do Nishijin-ori floresceu, apoiada pelo patrocínio da corte imperial e dos grandes senhores Samurai. Os tecelões também se adaptaram às novas tecnologias.

Hoje, você pode ver a arte do Kyoto Nishijin-ori nos belos tecidos dos quimonos japoneses. O Ki-ori Tennage é um folheado de madeira flexível feito com tecnologia avançada que é cortado em pequenas tiras verticais de 2 milímetros que são presos horizontalmente por fios que podem ser de seda, algodão, poliéster ou qualquer outro material.

Como este material é um tecido, ele é vendido em rolo. A largura é de aproximadamente 1 metro e o comprimento pode ser tão longo quanto o cliente desejar.

Tecidos de folha de madeira são uma alternativa sustentável ao couro stylo urbano-2

Outro material incrível do mesmo grupo japonês é o folheado de madeira Tennage que é flexível e durável o que torna possível ser costurado para os mais diversos produtos. O folheado é super fino e tem somente 0,2 milímetros, o suficiente para deixar passar a luz.

Esse material é resistente a água e aos raios UV, além de ser ambientalmente amigável pois usa resinas de eco-consciente e refugos de madeira. Tennage é feito da árvore do cipreste japonês, ébano ou similar e como é fino, flexível e durável o suficiente para dobrar e costurar, ele é usado para produtos de iluminação, dispositivos eletrônicos, tais como computadores e telefones celulares, bolsas, artigos de papelaria, mobiliário, interiores para automóveis e muito mais.

Muitas árvores são cortadas para a utilização de construção e mobiliário. O desmatamento é uma das questões ambientais que estamos enfrentando atualmente. Depois de fazer e processamento da madeira, as sobras são eliminadas. O folheado de madeira Tennage é feito reciclando essas sobras. Veja as fotos de um kimono feito com o Tennage.

Por exemplo, cinco mil metros quadrados de folheados de madeira são obtidos a partir de apenas um metro cúbico de resíduos de madeira serrada. A resina utilizada no Tennage é uma resina natural biocompatível aplicada nos grãos e poros da madeira para torná-la macia e flexível. Além disso, esta resina natural serve como uma cola para fixar os materiais.

A inovação e a tecnologia são as parceiras ideais para se criar novos materiais sustentáveis. Veja mais detalhes aqui.

Tecidos de folha de madeira são uma alternativa sustentável ao couro stylo urbano-3

DEIXE UMA RESPOSTA