O designer americano Justin Crowe criou um jeito diferente de preservar a lembrança de pessoas e animais queridos que faleceram. Depois de experimentar uma perda pessoal, ele criou o projeto de arte Nourish, onde as cinzas de 200 pessoas foram misturadas para criar louças de cerâmica, e dessa forma nasceu a Chronicle Cremation Designs. A empresa cria cerâmica sob medida com um esmalte que incorpora as cinzas de cremação humana ou de animais de estimação.

Tigelas, canecas, garrafas e potes da vela são algumas das ofertas exclusivas, mas também é possível encomendar urnas de cremação ou apenas o próprio esmalte para os interessados em criar a sua própria cerâmica. Uma vez que o esmalte personalizado é criado, será suficiente para fazer até 25 peças de cerâmica por dois anos, o que permite encomendar peças para amigos e familiares.

O produto final é tanto esteticamente agradável como controverso pois algumas pessoas podem achar macabro. Tudo depende do ponto de vista de cada um. Tem aqueles que preferem enterrar pessoas e animais no solo, outros preferem cremar e guardar as cinzas em urnas e outros pegam as cinzas e espalham na natureza. Por que não utilizar as cinzas dos falecidos em objetos de cerâmica para o uso cotidiano? Com esse trabalho, Justin Crowe espera estimular a conversa sobre o que significa a morte e a lembrança pois nesse mundo tudo é impermanente.

Em vez de observar uma urna ou fotografia na prateleira, o artista queria criar uma maneira de interagir com as memórias do falecido através dos objetos que usamos diariamente. O complicado disso tudo é se algum descuidado no jantar quebrar a cerâmica feita com as cinzas de seus familiares.

As peças podem ir para a máquina de lavar louça e microondas e variam de US $ 199 para uma caneca ou um porta vela até US $ 649 por um par de vasos. As encomendas são feitas diretamente através de seu site. Os clientes receberão um kit para recolher as cinzas e as peças levam de 30-60 dias para ficarem prontas.

Empresa cria objetos de cerâmica a partir das cinzas de entes queridos stylo urbano

DEIXE UMA RESPOSTA