Os trabalhadores da construção civil, especialmente os pedreiros, verão seus empregos praticamente desaparecer nos próximos 10 anos. Adriano 105 é um robô pedreiro desenvolvido pela empresa australiana Fastbrick Robotics que é capaz de colocar pilhas perfeitas de tijolos em 1/4 do tempo que leva um pedreiro qualificado. Esse robô juntamente com as máquinas de impressão 3D vão mudar completamente a forma como projetamos e construímos nossas cidades.

No ano 122, o imperador romano Adriano começou a construir um imenso muro de pedra para defender todo norte da Inglaterra. A parede levou cerca de seis anos para construir e partes dela ainda estão de pé, se tornando uma atração turística popular na Inglaterra.

Hoje, o xará de Adriano está construindo paredes em um ritmo muito mais rápido do que qualquer ser humano poderia. O robô Adriano 105 é capaz de colocar 225 tijolos por hora. Para um ser humano colocar essa quantidade de tijolos, levaria cerca de metade de um dia e o Adriano 105 é apenas o precursor de um robô muito maior e mais rápido que se chama Adriano X, que a Fastbrick Robotics está trabalhando atualmente.

Adeus pedreiro humano, olá robô pedreiro stylo urbano
O robô pedreiro Adriano X é uma fábrica automatizada sobre rodas

O robô não funciona como a impressora 3D do projetou Pylos que imprime a terra compactada camada por camada na obra, mas ele é carregado com os tijolos de alvenaria que depois são transportados por uma esteira instalado dentro do braço robótico para serem depositados, uma camada de cada vez, seguindo um desenho assistido por computador.

Para diminuir os custos de construção ainda mais, os tijolos podem ser fabricados através de uma máquina automatizada que utiliza a terra do próprio lugar para depois ser introduzidos no robô pedreiro.

O vídeo abaixo é uma animação do robô Adriano 105 construindo uma casa e o vídeo seguinte mostra o robô real levantando as paredes. Com essa tecnologia, casas e prédios poderão ser construídos de  forma automatizada muito mais rápido e de forma sustentável, sem causar desperdício de material, energia e água. Os custos de construção vão baixar consideravelmente.

Todo o processo é automatizado. Os tijolos são alimentados em uma correia transportadora que os leva ao longo do comprido braço robótico até serem agarrados por um dispositivo de garra que os coloca no local pré determinado, controlado por um sistema de orientação a laser. Até o parede de tijolos estiver acabada e outros elementos da casa precisarem ser adicionados, a estrutura nunca precisará ser tocada por mãos humanas.

Há uma série de vantagens para tal sistema como o de reduzir o tempo de construção, reduzir o custo e desperdício além de maior segurança. O braço ajustável pode acomodar tijolos de qualquer tamanho, e é extremamente preciso. O Adriano X deverá ser mais eficiente que o modelo atual, com uma velocidade de alvenaria de 1.000 tijolos por hora. Todos os materiais necessários serão entregues ao local de construção em um caminhão preso ao braço robótico. É praticamente um fabricante automatizado de casas sobre rodas.

A Fastbrick Robotics planeja comercializar sua tecnologia patenteada, e eles também estão desenvolvendo o software SolidWorks que usa dados de modelagem 3D para criar o código de máquina para fazer o tamanho, corte, rotação e colocação dos tijolos.

DEIXE UMA RESPOSTA